Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Rádio em baixa, vídeo online em alta

07/08/2009 na edição 549

O Google anunciou, esta semana, a venda de seu braço de anúncios em rádio e informou que gastou mais de US$ 100 milhões na compra da empresa On2, de vídeo online. Depois de três anos de luta para conquistar um espaço no mercado publicitário radiofônico, a gigante de buscas resolveu se desfazer do Google Radio.


Os termos do acordo não foram revelados, mas especula-se que um prejuízo de US$ 100 milhões nos últimos anos tenha levado o Google a vender a unidade para a WideOrbit, que irá herdar 3,6 mil clientes e cerca de 40 funcionários. ‘Estamos satisfeitos que a WideOrbit irá tirar vantagem da tecnologia de automação de rádio do Google na medida em que eles desenvolvem o seu negócio’, declarou Jim Woods, diretor de produtos do Google. O sistema de rádio do Google permite que anunciantes e emissoras automatizem o processo de compra e venda de anúncio publicitário, usando um esquema similar ao sistema AdWords. No entanto, apesar dos esforços da companhia, a operação foi amplamente vista como um fracasso.


A On2 é proprietária de um grande número de ferramentas de compressão de vídeo, usadas para tornar os arquivos acessíveis em bilhões de PCs, celulares e outros apetrechos tecnológicos. Dentre seus clientes estão marcas como Adobe, Skype, Nokia e Sony. O Google tem um interesse especial nestas tecnologias por conta do sítio de compartilhamento de vídeos YouTube. ‘Achamos que as tecnologias da On2 irão nos ajudar a atingir o objetivo de aumentar a qualidade do vídeo na web’, afirmou o Google em declaração. Informações de Bobbie Johnson [The Guardian, 5/8/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem