Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MONITOR DA IMPRENSA > REINO UNIDO

Rainha apela a editores por privacidade

08/12/2009 na edição 567

A rainha Elizabeth II cansou dos paparazzi seguindo todos os passos da família real britânica e enviou uma carta aos editores dos jornais do país os alertando sobre os limites de respeito à privacidade listados no código de conduta da profissão. Segundo uma porta-voz do Palácio de Buckingham, o documento, enviado há algumas semanas, é considerado privado e não deve ser publicado. ‘Trata-se de uma resposta a muitos anos de perseguição da família real pelos fotógrafos na propriedade privada da rainha’, afirmou ela.

Paparazzi costumam monitorar diariamente a propriedade de Sandringham, em Norfolk, onde a família passa as férias de inverno. No Natal passado, o príncipe Edward, filho mais novo da rainha, foi acusado de bater em um cachorro após ter sido fotografado com um pedaço de pau na mão em direção ao animal. O príncipe William e sua namorada, Kate Middleton, também já foram fotografados enquanto caçavam.

O porta-voz do príncipe Charles afirmou que a família real ‘reconhece que há um interesse público em seus membros’, mas que isso não deveria incluir fotografias de atividades privadas. A porta-voz de Buckinham não revelou se foi feita alguma ameaça legal na carta aos editores. Para Peter Hunt, que cobre a monarquia britânica para a rede pública BBC, não deve ter havido ameaça deste tipo, mas ele não considera impossível que uma ação legal seja tomada caso o apelo da rainha seja ignorado pelos jornais. Informações da AFP [7/12/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem