Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

CADERNO DO LEITOR > INVESTIGAÇÃO & ARAPONGAGEM

Recado do grupo Globo

24/02/2004 na edição 265

Posso estar errado, mas o papel do grupo Globo no caso de Waldomiro Diniz parece o de quem envia um recado. Enquanto a Época escancarava sem dó o escândalo que vai marcar o PT para sempre, a TV Globo e o jornal O Globo diluíam o assunto no meio de várias notícias positivas para o governo, sempre procurando proteger José Dirceu e Lula do escândalo. A mim parece que o grupo mandava um recado: se não ficarmos satisfeitos, o que só a Época fez será feito também pelo Globo e a TV Globo. Se for isso, tem a ver com o desespero da Globopar, empresa com R$ 7 bilhões de dívidas que está, na prática, pré-falida. Não tem como pagar isso, a não ser que o BNDES a socorra, claro. Será paranóia minha?

Marcel Leal



Se tiver que cair que caia

Este tipo de abordagem, em que o importante é saber quem denunciou, se foi de forma lícita ou não, se teve interesse político-partidário, entre outras besteiras, é ridículo. No contexto, acho importante apurar as irregularidades. Se fosse assim não teríamos apurado os escândalos do PC-Collor, do Orçamento da União. Acho que o autor está errado, e não consegue avaliar a necessidade de limpar a nossa sociedade de todas as mazelas, sejam da direita ou da esquerda, considerando que ninguém está acima das instituições democráticas. Se tiver que cair o Sr. José Dirceu, que caia. Ele não está acima do bem e do mal. Não se devem repetir alguns recentes casos de empurrar-se a sujeira para baixo do tapete, como foram os escândalos da Lunus (Sarney) e ACM, a fim de garantir apoio no Congresso.

Paulo Barreto



Cada vez mais à ré

Não acho que a matéria tinha sido guardada para este momento, pois momento melhor seria no início do governo Lula, quando haveria total desestabilização. Vamos deixar de procurar fantasmas e ensinar o eleitor a cobrar dos políticos saúde, educação e dignidade para o povo cada vez mais miserável, com a carga tributária atual e sem justiça cada vez andamos mais de ré.

Oscar Buarque



Caso bem pensado

Em apenas uma página foi possível dizer toda a síntese do que eu chamo de ‘caso bem pensado’. Se 10% da imprensa brasileira agissem desta forma talvez já tivéssemos um país muito mais bem-informado. Sem tomar partido por quem quer que seja. Pena que o brasileiro não tenha acesso a um informativo da magnitude desta página da internet e muito menos de seu programa na televisão. Parabéns!

Emanuel Augusto Vieira de Oliveira

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem