Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

ENTRE ASPAS > BBC CRITICADA

Rede britânica anuncia aumento de taxa anual

14/10/2005 na edição 350

A BBC declarou na terça-feira (11/10) que necessitaria de cerca de US$ 1.75 bilhão a mais em investimentos para disponibilizar novos serviços aos telespectadores, como transmissão via internet e mudanças para o sistema de TV digital. Para conseguir esta quantia, a rede decidiu aumentar a taxa anual de televisão 2,3% acima do índice de inflação, de abril de 2007 até 2014 – o que corresponderia ao valor de US$ 315 daqui a nove anos, comparados aos US$ 222 pagos atualmente. A taxa é paga por todas as residências britânicas que possuem aparelho de TV e gera atualmente à BBC mais de US$ 5 bilhões por ano.


Os valores não incluem os custos, ainda não calculados pelo governo, de um programa de assistência para ajudar a população menos favorecida a fazer a mudança para o padrão de TV digital. ‘Nós acreditamos que a fase mais desafiadora do sistema digital, com os maiores custos de infra-estrutura, ainda está por vir’, afirmou o diretor-geral da BBC, Mark Thompson. Ele declarou que a emissora compensaria alguns destes custos com US$ 2.8 bilhões economizados pela rede com medidas eficientes de redução de custos – o corte de sete mil funcionários – e com receita advinda de seu braço comercial, a BBC Worldwide. A possibilidade de cobrar pelo conteúdo da BBC online em outros países também está sendo considerada.


Críticas


A BBC detém cerca de 40% da audiência de televisão e metade da audiência de rádio no Reino Unido. Emissoras britânicas comerciais reclamam há tempos de que a rede usa subsídios públicos para expandir seu domínio no país.


O aumento da taxa foi criticado por alguns membros do Parlamento. ‘Há milhões de pessoas que não recebem aumento na renda acima da inflação. Como a BBC tem a coragem de aumentar a taxa e esperar que estas pessoas paguem?’, questionou Nigel Evans, um conservador membro do Parlamento. A Help The Aged, instituição britânica que luta pelos direitos da terceira idade, alertou que muitos idosos não vão poder pagar os novos valores das taxas.


Segundo uma pesquisa encomendada pela BBC, a maioria dos telespectadores aceitaria pagar 10% de aumento na taxa para melhorar a programação, enquanto 42% estariam preparados para pagar o dobro da taxa atual. Informações de Adam Pasick [Reuters, 11/10/05] e Ciar Byrne [The Independent, 12/10/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem