Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > AMEAÇA EM NY

Repórter segura informação e recebe elogio do prefeito

07/10/2005 na edição 349

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, elogiou a atitude do repórter Jonathan Dienst, do canal de TV WNBC, em segurar por dois dias a informação de ameaças terroristas no metrô da cidade a pedido de autoridades, que alegaram preocupação com a segurança nacional. A declaração foi feita em uma coletiva de imprensa na qual autoridades anunciaram que tinham sido aumentadas as medidas de segurança no sistema de transporte porque existia um sério risco de que um ataque terrorista ao metrô da cidade pudesse acontecer em breve.


‘Uma empresa de mídia estava sabendo do relatório por dois dias, e autoridades pediram a ela para não divulgar a notícia por razões operacionais. Eles o fizeram e nós somos gratos por isto’, afirmou Bloomberg, sem citar o nome do repórter.


Dienst divulgou a ameaça ao vivo na tarde de quinta-feira (6/10), cerca de 30 minutos antes da coletiva do prefeito. ‘Estou feliz porque acho que fizemos a coisa certa’, disse o repórter. O vice-presidente da WNBC, Dan Forman, afirmou que foi a atitude certa a tomar. ‘Nós devemos colocar os interesses da cidade e do país acima do furo jornalístico’. O canal WABC divulgou a ameaça ao mesmo tempo, mas forneceu poucos detalhes. ‘Se a WNBC estava convencida de que o que eles sabiam não iria ajudar o público de maneira nenhuma, então é justificável que eles não tenham divulgado’, afirmou Al Tompkins, do Poynter Institute, organização dedicada aos estudos do jornalismo.


O repórter, de 38 anos, iria divulgar a informação na terça-feira (4/10), mas autoridades federais e locais pediram a ele que segurasse a notícia porque ela poderia prejudicar a operação para capturar três suspeitos. Na sexta-feira (7/10), uma parte da estação Pennsylvania do metrô de Nova York foi fechada e reaberta instantes depois devido a uma lata de refrigerante com um líquido suspeito encontrada no local. A estação voltou a operar normalmente quando foi apurado que não havia riscos. Em Washington, a área próxima a um obelisco foi evacuada e as ruas em seus arredores bloqueadas devido a uma ameaça de bomba. A polícia fechou várias quadras ao redor do monumento e a situação estava sob investigação. Informações de Carrie Melago e Tony Sclafani [New York Daily News, 7/10/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem