Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > ÉTICA

Repórter do NYT se demite após suspeita de plágio

18/02/2010 na edição 577

O repórter Zachery Kouwe, que se juntou à redação do New York Times em 2008, pediu demissão esta semana após ser acusado de plágio. Em uma Nota dos Editores divulgada no dia 14/2, o diário afirmava ter descoberto indícios de que o jornalista teria reutilizado trechos de artigos de outros veículos de comunicação, como o Wall Street Journal e a Reuters, em matérias publicadas no jornal, no ano passado, e em textos em um blog do Times, sem nenhum tipo de crédito ou explicação. Na terça-feira (16/2), Kouwe teve uma reunião com representantes do Times, da New York Times Company e do sindicato dos jornalistas do diário para discutir possíveis ações disciplinares, mas acabou se demitindo.


A cúpula do Times foi alertada do caso pelo redator-chefe do Wall Street Journal, Robert Thomson, que notou semelhanças entre uma matéria do Journal e outra do Times publicadas no início de fevereiro. Uma pesquisa interna revelou outros exemplos de trechos similares entre artigos de diferentes veículos. O diário afirmou em sua nota oficial que a cópia direta de outras organizações sem fornecer o crédito, ainda que tenha havido apuração própria, constitui uma violação grave de suas políticas e dos padrões básicos da ética jornalística.


Kouwe, que cobria assuntos financeiros para o Times, trabalhou de 2005 a 2008 no New York Post. O caso ocorre sete anos depois do escândalo envolvendo o jornalista Jayson Blair, que deixou o diário depois que se descobriu uma grande quantidade de reportagens com informações inventadas e copiadas. Informações da AFP [18/2/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem