Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Repórteres pedem dinheiro em troca de silêncio

04/11/2008 na edição 510

O governo chinês investiga ‘jornalistas’ – alguns efetivamente profissionais, outros não – que teriam pedido dinheiro ao proprietário de uma mina de carvão para não publicarem informações sobre um acidente que matou uma pessoa. Segundo o diário Beijing News, a mina não comunicou a morte ao governo local, na província de Shanxi, quando o episódio aconteceu, em setembro. O proprietário acabou sendo multado em US$ 1.170.

As minas de carvão na China são as mais perigosas do mundo; apenas no ano passado, quase quatro mil pessoas morreram em acidentes. Esquemas envolvendo jornalistas e pessoas que se passam por repórteres para pedir dinheiro a fim de não divulgar estes incidentes é comum no país.

Em outubro, foram presos quatro homens que tentavam extorquir dinheiro de um funcionário do governo local, ameaçando escrever informações sobre o abuso do uso de energia pelo governo. Em janeiro, um repórter de um jornal de Pequim foi morto a pancadas durante uma investigação sobre uma mina de carvão não licenciada em Shanxi. Ele não tinha credencial de imprensa e estaria subornando os proprietários da mina. Informações da Reuters [28/10/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem