Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > FALSA MORAL NOS EUA

Retransmissoras da CBS se opõem a multa

16/11/2004 na edição 303

Vinte retransmissoras da rede americana CBS resolveram se opor coletivamente ao total de US$ 550 mil em que serão multadas por exibir o show de intervalo do Super Bowl em que Janet Jackson mostrou um de seus seios. As estações argumentam que não sabiam que a cantora pretendia fazer isso e que, caso a multa seja mantida, as emissoras de TV americanas deixarão de fazer transmissões ao vivo com medo de que algo indesejado venha a ser exibido.

A Comissão Federal de Comunicações (FCC, sigla em inglês) recebeu cerca de 542 mil reclamações por causa do show, que foi parcialmente promovido pela MTV, emissora que pertence à Viacom, assim como a CBS. As estações que se opuseram à decisão da autoridade reguladora das comunicações nos EUA também fazem parte da Viacom. Retransmissoras que não pertencem ao grupo não foram multadas.

Lisa de Moraes, do Washington Post [11/11/04], noticia que a política de punição à transmissão de conteúdo indecente fez com que um grupo de retransmissoras da ABC se recusasse a exibir o filme O Resgate do Soldado Ryan, com medo de que algumas das cenas violentas que ele contém lhes causasse problemas. Ironicamente, algumas dessas estações já exibiram o longa-metragem antes de a FCC multar a CBS por causa do exibicionismo de Janet Jackson. A ABC ofereceu cobrir os gastos com eventuais multas. Algumas afiliadas sugeriram editar o filme, mas essa idéia foi rejeitada pela rede, que não teria o direito de alterá-lo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem