Segunda-feira, 21 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº987
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > ESCÂNDALO À FRANCESA

Revista é condenada a indenizar atriz por fotos com presidente

Por lgarcia em 28/03/2014 na edição 791

Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações da AFP  [“French court orders Closer to pay Julie Gayet €15K in damages”, The Guardian,  27/3/14] 

Um tribunal francês condenou a revista de fofocas Closer a indenizar a atriz francesa Julie Gayet, 41 anos, em 15 mil euros (aproximadamente  R$ 45 mil) por violar sua privacidade ao publicar fotos que aparentemente expunham seu relacionamento com o presidente da França, François Hollande, de 59 anos. Além da indenização, o tribunal ordenou que a revista publicasse a sentença integral em sua capa.

A soma ficou aquém dos 50 mil euros pedidos por Julie na ação aberta logo após a publicação das fotos. Nas imagens, Hollande chega na garupa de uma scooter para encontrar a atriz num apartamento em Paris.

Assim como a ação civil, Julie também apresentou duas queixas-crime: uma por violação de privacidade – aplicada distintamente sobre fotos nas quais ela se encontrava dentro de um carro (que, de acordo com as leis francesas, é considerado espaço particular) – e outra acusando paparazzi de “arriscar a vida de terceiros” por supostamente persegui-la.

Interesse público

Durante a audiência do tribunal, Jean Ennochi, advogado de Julie, alegou que a atriz foi “caçada” pela imprensa. “Ela foi atacada por um enxame de fotógrafos… era como a caçada a um animal selvagem”, declarou ele nos autos.

Delphine Pando, advogada da Closer, disse ao tribunal que a revista agiu corretamente ao publicar as fotografias, alegando que eram de interesse público, pois levantavam questões sobre a segurança presidencial e sobre o “dever de transparência” de Hollande.

Vida pessoal

Julie, mãe de dois filhos, já atuou em mais de 70 filmes ao longo de 20 anos de carreira e tem mantido um perfil discreto desde que a história veio à tona. Durante uma rara aparição pública em Nova York, neste mês, ela rechaçou perguntas sobre seu relacionamento com o presidente, dizendo a um repórter: “Minha vida particular é minha vida particular”.

François Hollande era parceiro de longa data da jornalista francesa Valérie Trierweiler, 49 anos, de quem se separou em janeiro depois da publicação das fotos. Após o escândalo, ele se recusou a fazer quaisquer comentários sobre sua vida pessoal ou sobre a natureza de seu relacionamento com Julie Gayet.

***

Leia também

Presidentes têm direito a vida privada? – Leneide Duarte-Plon

Presidente considera processar revista que publicou fotos de suposto ‘affair’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem