Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

MONITOR DA IMPRENSA > REVISTAS TEEN

Segmento segue em crise

31/08/2004 na edição 292

Dados do Audit Bureau of Circulations mostram que, apesar da modesta recuperação apresentada por algumas revistas americanas para meninas adolescentes, como Cosmo Girl e Seventeen, este setor deve continuar enfrentando uma fase difícil. Somando todos os títulos, o número de páginas de anúncios publicados no primeiro semestre deste ano foi 8% menor que no período equivalente em 2003.

O publicitário Michael Neiss, ouvido pela Crain´s New York Business [23/8/04] aponta que a recuperação dos ganhos com propaganda registrada pelo mercado editorial americano em geral ainda não é sensível no segmento teen porque a publicidade voltada para os adultos é prioridade para os anunciantes – apesar da pecha de influenciáveis e consumistas dos adolescentes.

No ano passado, as três maiores revistas do setor, Seventeen, YM e a Teen People acabaram diminuindo seus números de projeção de circulação, o que é péssimo do ponto de vista comercial, pois implica na redução dos preços dos anúncios.

A má fase, no entanto, pode ser culpa das próprias editoras. Quando o mercado andava bem, nos anos 90, Seventeen, YM e a extinta Teen reinavam absolutas. Contudo, no intento de faturar rápido com o filão, foram lançados, em apenas cinco anos, os títulos Teen People, Cosmo Girl, Elle Girl¸ Teen Vogue, J-14 e Twist, confundindo e saturando as leitoras. Outro fator que parece estar influindo no desempenho destas publicações é a transição precoce das jovens para leituras mais adultas.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem