Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Sun se desculpa por foto errada

25/01/2005 na edição 313

O britânico The Sun foi forçado a se desculpar por publicar a foto de um ‘herói de guerra’ como um dos militares dos acusados de abuso contra prisioneiros iraquianos. De acordo com Dominic Timms [The Guardian, 20/1/05], a foto publicada pelo tablóide tomava quase uma página inteira e mostrava o rosto de um grupo de sete soldados. Cinco deles tinham o rosto fora de foco para não serem identificados, e os outros dois foram identificados pelo jornal como réus julgados pelo abuso e humilhação de prisioneiros iraquianos. Contudo, um dos militares que teve o rosto exposto na foto não tem nada a ver com as alegações. O próprio ministro da Defesa foi o primeiro a perceber que se tratava do sargento Wayne Kenyon, um ‘herói de guerra’. O ministro declarou que Kenyon está livre para processar o jornal por danos morais. A matéria do Sun tinha como manchete de página dupla ‘Como os oficiais deixaram isso acontecer?’. O jornal pediu desculpas ao sargento Kenyon e declarou que o erro não foi proposital. O engano ocorreu porque o verdadeiro acusado do crime, Daniel Kenyon, tinha o mesmo sobrenome e fazia parte do mesmo regimento do sargento.



Revistas lucram com rompimento de atores

As principais revistas de fofoca americanas obtiveram sucesso na pesada cobertura da separação dos atores Jennifer Aniston e Brad Pitt. Normalmente, quando duas revistas desse tipo trazem temas similares, uma delas é prejudicada – às vezes, as duas saem perdendo. Contudo, Keith J. Kelly [New York Post, 21/1/05] noticiou que, desta vez, People, Us Weekly, Star e In Touch chegaram perto de alcançar o recorde de venda em bancas, desafiando o senso comum. Para cobrir a separação, a People adiantou sua edição em 10 dias e espera chegar a dois milhões de cópias vendidas. A Us Weekly também adiantou sua edição e imagina chegar a pouco mais de um milhão de cópias, sua melhor marca de venda. A In Touch, título mais recente e mais barato do ramo, vendeu pouco mais de um milhão. A Star chegou às bancas mais tarde, mas também vendeu mais de um milhão com a revelação de um suposto motivo para a separação: Pitt estaria apaixonado pela atriz Angelina Jolie.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem