Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

MONITOR DA IMPRENSA > VITÓRIA DO TABLÓIDE

Times abandona formato clássico

02/11/2004 na edição 301

Desde segunda-feira, 1/11, o tradicional jornal britânico The Times – 219 anos de história – passou a ser publicado apenas em formato tablóide. A troca de formato, anunciada em uma grande campanha de televisão, foi mantida em segredo pelos executivos do Times até o último momento – até a própria equipe do jornal foi deixada no escuro quanto ao seu conteúdo.

Na última sexta-feira, 29/10, alguns executivos do jornal ainda negavam a concretização da mudança, provavelmente para evitar que o inimigo – neste caso, o jornal concorrente Daily Telegraph – fosse alertado do plano. O portal MediaGuardian.co.uk soube por fontes que o Times havia contratado uma campanha publicitária para o fim de semana anterior à troca de formato, com o objetivo de avisar os leitores de importantes regiões, incluindo Londres, onde os dois formatos ainda estavam sendo publicados.

O fim do formato clássico acontece 11 meses depois do lançamento do tablóide, que chegou às bancas em 26/11 do ano passado. A troca definitiva de formato é uma grande aposta da administração do Times. No início deste ano, o editor Robert Thomson insinuou que o jornal seguiria por muitos com os dois formatos, já que a decisão de publicar apenas o compacto iria decepcionar muitos leitores nas regiões sul e sudeste da Inglaterra, onde há uma grande demanda pelo formato maior. Mas o dono do Times, Rupert Murdoch, há tempos sonhava em mudar o formato do jornal. Entretanto, só tomou a iniciativa depois que o Independent virou tablóide em 2003.

Baseados no sucesso do formato compacto em países como Irlanda, Escócia e em algumas regiões na própria Inglaterra, os administradores do jornal estão confiantes de que a retirada do formato clássico do mercado será uma estratégia certeira. As experiências de veículos anteriores mostram que as vendas aumentaram significativamente com a troca do tamanho dos exemplares.

Outro motivo para a mudança definitiva é o alto custo de produção de duas versões do mesmo jornal, estimada em 15 milhões de libras. Além disso, mais de 70% das vendas do Times hoje são relativas ao formato compacto. O jornal testou a venda exclusiva do tablóide em determinadas regiões e os resultados também foram satisfatórios: as vendas aumentaram 32% na Irlanda, 21,5% na Irlanda do Norte, e 11% na Escócia.

A News International, empresa dona do Times, tem feito campanhas e oferecido descontos para persuadir os leitores a mudarem para o formato menor. O jornal, que no ano passado havia experimentado uma queda nas vendas, viu seus índices subirem com as vendas do tablóide – os últimos números de circulação mostram um aumento de 4,7% no mês passado com relação a setembro de 2003, de 592.977 cópias para 620.870.

Mesmo assim, os ganhos do Times foram bem menores do que os do Independent, que adotou o formato tablóide definitivamente em maio deste ano e teve um aumento de 27% nas vendas. Na ocasião, Murdoch afirmou: ‘Se eu tivesse feito isso primeiro, seria ridicularizado por ter rebaixado o Times. Mas fico feliz que o Independent tenha seguido em frente, porque agora nós podemos tentar o mesmo caminho sem problemas’.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem