Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

ENTRE ASPAS >

Tribunal permite reprodução de jornais nazistas

26/03/2009 na edição 530

Um tribunal alemão determinou, esta semana, que o estado da Bavária não pode fazer uso da lei de direitos autorais para impedir a reprodução de jornais do regime nazista. A Bavária possui os direitos sobre publicações nazistas, incluindo o livro Minha Luta, do ditador Adolf Hitler, e tentava usar esta justificativa para evitar a reimpressão de dois jornais nazistas, o Voelkischer Beobachter e o Der Angriff. O tribunal determinou que os direitos sobre as edições de jornais publicadas antes de 1939 já expiraram.


A controvérsia sobre os jornais teve inicio em janeiro, quando a editora britânica Albertas Limited publicou a Zeitungszeugen, coletânea de diários do período em que os nazistas estiveram no poder, de 1933 a 45, com direito a comentários e análises de historiadores para explicar seu contexto e sua relevância histórica. O projeto, que tinha o objetivo, segundo a editora, de fornecer aos leitores mais jovens um panorama histórico dos eventos que levaram à Segunda Guerra Mundial, foi extremamente criticado pelo governo da Bavária e por organizações judaicas – que temiam que as reimpressões pudessem servir de inspiração para grupos neonazistas.


Ainda em janeiro, autoridades locais ordenaram que uma edição do Zeitungszeugen que incluía uma reprodução do Voelkischer Beobachter fosse retirada de circulação. Desde então, a coletânea tem sido publicada sem jornais nazistas. Informações da AP [25/3/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem