Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > IRAQUE

Tropas americanas libertam jornalista inglês

16/01/2006 na edição 364

O jornalista britânico Phil Sands, seqüestrado há um mês no Iraque, foi solto durante operação das forças americanas em uma fazenda nos arredores de Bagdá. Sands, repórter do jornal árabe Emirates Today, foi detido por cinco homens armados em uma emboscada quando estava em seu carro com um motorista e um intérprete no dia 26/12, noticia a Reuters [14/1/06].

‘Este é realmente um caso surpreendente. Estávamos fazendo incursões em cativeiros quando descobrimos Sands. Ninguém nem mesmo sabia que ele estava desaparecido’, informou um porta-voz do Comando Central militar dos EUA.

Sands contou que estava algemado e com os olhos vendados quando foi encontrado pelas tropas americanas. ‘Quando fui detido como refém, eu estava certo de que seria morto’, desabafou. O jornalista informou que não foi maltratado pelos seqüestradores – que foram presos pelos soldados –, mas teve de gravar um vídeo no qual pedia aos ingleses para tirar do poder o primeiro-ministro Tony Blair.

Mais de 100 estrangeiros foram capturados por rebeldes nos últimos dois anos. Alguns seqüestradores exigem que tropas estrangeiras saiam do Iraque, outros pedem dinheiro. Dezenas de reféns foram executados, sendo que alguns deles tiveram os vídeos de seus assassinatos divulgados na internet. No mesmo período, centenas de iraquianos também foram seqüestrados por gangues e militantes, tanto por dinheiro ou por motivos políticos.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem