Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

MONITOR DA IMPRENSA > REDAÇÃO LIBERAL

Tudo começa na faculdade

03/08/2004 na edição 288

Professores de jornalismo americanos ouvidos por Charles Geraci, da Editor & Publisher [26/7/04] concordam que a maioria de seu alunos são de tendência liberal. Michele Weldon, professora-assistente da Northwestern University, calcula que entre 70% e 80% de seus alunos sejam de ‘esquerda’. Bob Zelnick, chefe do Departamento de Jornalismo da Universidade de Boston, está de acordo, mas ressalta que, em geral, os estudantes não têm muito envolvimento com política. O que acontece é que seus valores – como, por exemplo, a defesa do meio-ambiente, dos direitos dos homossexuais e do aborto – são identificáveis com os dos liberais ou democratas.

Os professores também?

Muitos acadêmicos acreditam que os docentes também são de correntes menos conservadoras. Segundo Jay Rosen, chefe do Departamento de Jornalismo da Universidade de Nova York, no entanto, sua influência sobre os alunos seria mais no campo profissional, com relação à ‘ideologia da profissão’, e não na política. O diretor editorial do Boston Herald, Ken Chandler, discorda frontalmente: ‘Um monte de gente que ensina é de esquerda e enche a cabeça deles (dos alunos) com besteira. Pode-se ter consciência social, mas é necessário enxergar os dois lados de uma história’.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem