Sábado, 23 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº992
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > VIDEO ADVERTISING BUREAU

TVs nos EUA se unem para fisgar anunciantes

21/05/2015 na edição 851
Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de Anthony Crupi. [“Alphabet Soup: The CAB Is now the VAB as Cable Teams With Broadcast”, Advertising Age, 18/5/15], de Nathalie Tadena [“Broadcast and Cable Companies Join Forces to Promote TV Advertising”, The Wall Street Journal, 18/5/15] e de Jason Lynch [“Broadcasters, Cable Companies and MVPDs Unite to Form the New Video Advertising Bureau”, AdWeek, 18/5/15]

Pela primeira vez desde sua fundação, em 1980, a Cabletelevision Advertising Bureau (CAB) – organização de emissoras nacionais e locais de televisão a cabo nos EUA – vai aceitar a entrada de redes abertas de radiodifusão. O nome da organização mudará para Video Advertising Bureau (VAB) e passará a representar 110 redes abertas e de TV a cabo, incluindo as 11 maiores operadoras de TV a cabo / satélite / telecomunicações do país. Sean Cunningham, atual presidente da CAB, permanecerá no cargo.

A transição vem sendo preparada desde dezembro de 2014. Os radiodifusores foram abordados no início de 2015 e o convite foi recebido com otimismo no meio das comunicações.

Conteúdo sem distinção

Esta reinicialização está sendo vista como um reconhecimento tácito de que as distinções entre radiodifusão e televisão a cabo são irrelevantes. Não apenas os telespectadores não discriminam entre as duas categorias, como a divisão simplesmente não faz mais sentido do ponto de vista comercial. Três das quatro principais redes (ABC, NBC e Fox) já tinham um assento à mesa da CAB, mas somente graças à sua afiliação com suas respectivas redes-irmãs de TV fechada.

Embora a televisão continue a ser o maior meio para veiculação de publicidade, o ramo tem enfrentado um declínio considerável e os anunciantes têm migrado para as mídias digitais, que podem oferecer uma segmentação de alvo mais sofisticada e alcançar o público que foge da TV tradicional. A intenção da VAB é exatamente estreitar ainda mais a relação com os anunciantes, auxiliando a identificar seu público-alvo e quantificando o impacto do conteúdo de TV na geração de tráfego e de vendas.

Mais voz

“Chegou o momento de a indústria de TV ser representada de forma holística, com o poder do conteúdo superando as diferenças na distribuição”, disse Rino Scanzoni, diretor de investimentos para o Group M (que se apresenta como a maior empresa de investimentos em mídia do mundo). “Isso vai desenvolver a voz do ramo e apoiar as iniciativas que irão fornecer um valor adicional aos anunciantes conforme a tecnologia, os dados e a escolha do consumidor forem modificando a dinâmica do meio”.

Bill Koenigsberg, CEO da agência de marketing direto Horizon Media, também elogiou a VAB, dizendo que um ecossistema de TV unificado só beneficiará os anunciantes.

Dentre as empresas afiliadas estarão gigantes como A+E Networks, AMC Networks, Cablevision, CBS Corporation, Comcast, Cox, Discovery Networks, Fox Networks, NBC Universal, Scripps Networks, Time Warner Cable, Turner Networks, Verizon FiOS, Viacom e Walt Disney Co.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem