Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

ENTRE ASPAS > INTERNET

Twitter prepara ferramenta para driblar censores

02/02/2010 na edição 575

São apenas 140 caracteres, mas que vêm se mostrando capazes de furar o bloqueio de países como China e Irã. Evand Williams, executivo-chefe e co-fundador do Twitter, anunciou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, que a empresa trabalha em uma nova tecnologia para impedir que governos interfiram na ferramenta de microblog, mas se recusou a dar detalhes. O Twitter ultrapassou recentemente a marca de 75 milhões de usuários.

Sobre a ameaça do Google de deixar a China, após uma série de ataques a contas do Gmail, Williams alegou que o Twitter é muito pequeno para seguir o exemplo de dar a governos estrangeiros um ultimato para amenizar a censura. Internautas chineses são proibidos, por exemplo, de obter resultados de busca para temas como ‘Praça da Paz Celestial’ na rede.

Na semana passada, Tim Berners-Lee, um dos fundadores da web que também estava presente em Davos, argumentou que a China deve receber ajuda, em vez de críticas, caso opte por uma maior abertura na rede. Para ele, o país irá desistir aos poucos da censura. Não é o que pensa Williams, que defende que governos que censuram conteúdo não devem ser apoiados e que as empresas deveriam focar em criar barreiras tecnológicas a tentativas de intimidação e repressão. Informações de Nic Fildes [The Times, 27/1/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem