Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > LIBERDADE DE IMPRENSA

UE entrega prêmio a jornalistas de Belarus

21/12/2004 na edição 308

O Parlamento Europeu concedeu o prêmio Sakharov de Liberdade de Pensamento de 2004 à Associação de Jornalistas de Belarus, por fornecer reportagens precisas e independentes apesar da crescente intimidação à imprensa e restrições do governo. O prêmio é entregue anualmente a pessoas e entidades que lutam pela defesa da liberdade de expressão.

Constant Brand [AP, 14/12/04] noticiou que o presidente do Parlamento, Josep Borrell, entregou o prêmio de direitos humanos à presidente da Associação, Zhanna Litvina, em uma reunião em Strasboug, na França. Legisladores da UE aplaudiram Zhanna de pé quando ela recebeu o prêmio de 66.340 euros em nome da Associação, que representa mais de 160 companhias de impressos, rádio e TV, e mais de mil jornalistas.

Boicote ao ditador

O grupo de Zhanna acusa o governo autoritário do presidente Alexander Lukashenko de violar liberdades constitucionais. O sítio de internet da Associação reporta que jornalistas estão sendo agredidos fisicamente e perseguidos por coberturas desfavoráveis de Lukashenko. Em outubro, um jornalista que trabalhava para uma publicação de oposição ao governo foi encontrado morto a punhaladas. Este ano, 19 jornais foram fechados. Lukashenko é tido por muitos como o último ditador da Europa.

Durante a entrega do prêmio, Borrell afirmou que, em sinal de solidariedade, a delegação da assembléia da UE para Belarus irá cortar as relações com o governo na capital, Minsk, e lidar apenas com grupos de ativistas em prol da democracia e organizações não-governamentais.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem