Sábado, 16 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MONITOR DA IMPRENSA > TV CULTURA

Um corte no projeto infantil

Por Rafael Motta em 26/01/2010 na edição 574

Trecho de matéria veiculada no UOL, na parte destinada às crianças. Quem tem filhos pode ficar sensibilizado:

‘Na tarde desta terça-feira (19/01), a TV Cultura anunciou, por meio de comunicado oficial, que não serão gravados novos episódios da série infantil Cocoricó no primeiro semestre de 2010. (…) A dispensa à equipe foi anunciada na noite da última segunda-feira (18/01), por telefone, pela gerente de produção da emissora, Leila Maria Russo. (…) O comunicado oficial da emissora diz que o Cocoricó é o mais importante projeto infantil da TV Cultura e, em 2010, continua normalmente na grade da emissora com a nova temporada: Cocoricó na Cidade, com novos cenários, personagens, capturada e exibida em alta definição (HD).’

Se ‘o mais importante projeto infantil’ da TV Cultura, vinculada ao governo do estado de São Paulo, merece tal tratamento, é de se imaginar o que pode acontecer com os demais.

Propaganda aumenta mais de 400%

E isso ocorre num momento em que donos da mídia condenam a proposta federal do Programa Nacional de Direitos Humanos, onde se pretende, por exemplo, regulamentar o Artigo 221 da Constituição. Entre os ‘princípios’ que deve seguir a programação de rádios e TVs estão ‘preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas’ e ‘promoção da cultura nacional e regional’.

A Cultura é uma emissora de finalidade educativa. Já produziu programas memoráveis para a infância, como Bambalalão, Catavento e Rá-Tim-Bum – este completa 20 anos agora e ainda está na programação do canal; nem precisa de ‘alta definição’.

Desconfio de que o Estado tenha tirado do terreiro do Cocoricó parte do aumento das verbas para publicidade previsto no orçamento estadual deste ano. A reserva para propaganda aumentou mais de 400% em relação a 2009.

Adivinhe se estamos em ano eleitoral…

***

Em tempo: O presidente da Fundação Padre Anchieta (mantenedora da TV Cultura), Paulo Markun, esteve nesta quinta-feira (21/1) no jornal A Tribuna, em Santos (SP), onde foi entrevistado pelo colega Luiz Gomes Otero. Indagado sobre o Cocoricó, Markun disse que a equipe do programa foi contratada novamente e o seriado será transformado num longametragem, especialmente montado para passar em cinemas.

******

Repórter do jornal A Tribuna, Santos, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem