Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MEMóRIA > JOSÉ MEIRELLES PASSOS (1949-2011)

Um homem do mundo

Por Globo.com em 05/09/2011 na edição 658
Reproduzido do Globo.com, 31/8/2011

A redação do Globo ficou mais triste nesta quarta-feira (31/8). Morreu, aos 62 anos, o jornalista José Meirelles Passos. Meirelles – como era chamado pelos colegas do jornal, onde trabalhava desde 1988 – vinha lutando desde 2010 contra um câncer e estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio. O corpo está sendo velado na capela 1 do Cemitério São João Batista e o enterro foi marcado para as 17h.

Meirelles foi, durante duas décadas, correspondente do Globo em Washington – antes, exerceu a mesma atividade na revista Veja, em Buenos Aires. Adorado pelos colegas no Brasil, o jornalista era um homem do mundo: fez coberturas em mais de 40 países, das duas guerras do Iraque à batalha pelas Malvinas, passando pela invasão do Panamá pelos Estados Unidos. Ganhou vários prêmios: Esso, Herzog, da Febraban e da Sociedade Interamericana de Imprensa, entre outros.

No início de 2009, Meirelles voltou a morar no Brasil e tornou-se repórter especial do jornal, fazendo reportagens para várias editorias. No ano passado, participou da cobertura da Copa do Mundo na África. Pouco depois, recebeu o diagnóstico da doença, mas jamais desanimou. Nem quando estava no hospital deixava de trabalhar: nos últimos dias, acompanhava todo o noticiário pelo tablet recém-comprado e pensava em reportagens que gostaria de fazer quando voltasse à redação.

O jornalista deixa duas filhas, que ainda moram em Washington, e dois netos.

 

Leia também

Repórter até o fim – Vídeos OI

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem