THE ECONOMIST

Um milhão de exemplares

Por Mauro Malin em 08/03/2005 na edição 319

A revista The Economist publica na edição com data de 5 a 11 de março um anúncio do seguinte teor, em tradução livre:

Para seu conhecimento (f.y.i.)

Caro leitor [no mundo anglofônico também não se foge do cacoete de dirigir textos "ao leitor", como se os outros fossem escritos para outrem que não o leitor]

Desde sua criação, em 1843, The Economist analisou e comentou muitos acontecimentos importantes do mundo inteiro. Mas durante esses 162 anos raramente chamamos a atenção para os marcos da evolução desta publicação. Hoje fazemos uma exceção.

Pela primeira vez, uma auditoria independente confirmou que a circulação semanal global da The Economist passou a marca de 1 milhão, dos quais mais de 500 mil exemplares na América do Norte (*). O feito não consiste apenas em ter alcançado esses números altamente simbólicos, mas que o tenhamos realizado sem comprometer a qualidade do jornalismo da The Economist.

Continuaremos a investir na The Economist, e continuaremos a lutar para superar novos marcos. Nunca nos esqueceremos, entretanto, da razão por que pessoas como você gostam da The Economist. Nosso apetite por análise rigorosa e visões desafiadoras não se reduziu. Confiamos que o mesmo possa ser dito do seu apetite.

O texto é assinado por David J. Hanger, publisher.

A nota à qual remete o asterisco esclarece:

"Venda mundial excluindo as Américas de 492.167 exemplares (ABC [Audit Bureau of Circulation], julho a dezembro de 2004). Vendas na América Latina e na América do Norte de 517.582 exemplares (idem). Vendas totais mundiais de 1.009.759 exemplares."

Será sempre alvissareira uma mensagem de marketing que defende do modo fundado a qualidade jornalística.

ATENÇÃO: Será necessário validar a publicação do seu comentário clicando no link enviado em seguida ao endereço de e-mail que você informou. Só as mensagens autorizadas serão publicadas. Este procedimento será feito apenas uma vez para cada endereço de e-mail utilizado.

Nome   Sobrenome
 
     
E-mail   Profissão
 
     
Cidade   Estado
 
     
Comentário    

1400
   
Preencha o campo abaixo com os caracteres da imagem para confirmar seu comentário, depois clique em enviar.
Recarregar imagem
   
   



Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.

 

Nenhum comentário.

Mauro Malin

mmalin@amcham.com.br

MMALIN

‘DEBATES’ NA TV

Até recuo é farsa

Mauro Malin | Edição nº 821 | 23/10/2014 | 2 comentários

‘DEBATES’ NA TV

Jornalistas, para o bem e para o mal

Mauro Malin | Edição nº 820 | 17/10/2014 | 3 comentários

MÍDIA EM CAMPANHA

Já foi explícito

Mauro Malin | Edição nº 820 | 15/10/2014 | 2 comentários

‘LEBRES’ MIDIÁTICAS

Manchetes sobre corrupção

Mauro Malin | Edição nº 820 | 14/10/2014 | 4 comentários

TRANSIÇÃO TECNOLÓGICA

Mídia e pensamento

Mauro Malin | Edição nº 819 | 09/10/2014 | 0 comentários

Ver todos os textos desse autor