Domingo, 24 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

NOVAS TECNOLOGIAS > Fanpage do SBT

Um incômodo anfitrião

Por Taís Helena Soares Brem em 01/03/2017 na edição 936

Parece aquela clássica brincadeira de criança em que uma cobre parte da boca com a mão para tentar dificultar o que o ouvido da outra irá captar. Mas, também, poderia ser, simplesmente uma conversa entre loucos. Na ânsia de responder a seus internautas com eficácia, a fanpage do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) tem deixado a desejar. E muito.

Se o simples fato de um remetente verificar que sua mensagem, apesar de visualizada pelo destinatário, não foi respondida já é frustrante, quando, em vez disso, o receptor resolve emitir uma resposta atrás da outra, desesperadamente e de forma desconexa, sem se preocupar com, de fato, resolver o problema em questão, a situação ganha mais um status lamentável: irritante.

Para começar, o site do SBT não dispõe – pelo menos não de maneira clara – de um espaço básico para comunicação com os telespectadores via Internet. Um link ou botão “Fale conosco”, por exemplo. Pois, bem: não tem. Daí a necessidade de recorrer ao Messenger, canal por onde empresas costumam atender de forma rápida e satisfatória a seu público.

No caso do SBT, a primeira impressão é a melhor possível. Tão logo percebe que o internauta está em sua página, o sistema emite uma mensagem personalizada de boas-vindas e apresenta alguns dos recursos disponíveis na página – acesso a vídeos, entrevistas, notícias, trechos de capítulos das novelas… Parece simpático. O problema é quando começa a tentativa de diálogo.

A cada frase digitada pelo telespectador, na maioria das vezes ligada a alguma dúvida a ser sanada, a emissora lança uma postagem: tem espaço para quiz sobre as Chiquititas, vídeos infantis, manchetes sensacionalistas e tudo quanto é tema ligado à programação do patrão. A pergunta feita por você? Provavelmente nem tenha sido lida. E se tentar perguntar de novo, lá vem mais bombardeio. Ignore por um dia ou dois as mensagens e eles tornam a insistir. Alguém precisa avisá-los que o método não está funcionando, antes que comecem a empurrar goela abaixo produtos Jequiti…

Link: https://cdn.fbsbx.com/v/t59.2708-21/16976100_1837959626451578_9059312416520667136_n.docx/Um-incômodo-anfitrião-Parece-aquela-clássica-brincadeira-de-criança-em-que-uma-cobre-parte-da-boca-com-a-mão-para-tentar-dificultar-o-que-o-ouvido-da-outra-irá-captar.docx?oh=3014a6565278d7cedd6ed6ee7a09afa3&oe=58B64849&dl=1

***

Taís Helena Soares Brem é jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem