Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

COBERTURA DA MÍDIA NAS DENÚNCIAS CONTRA A LBV

Desvio de verbas

Por Alberto Dines em 10/04/2001 | Programa número 146 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.


No programa anterior sobre o passado e o futuro do Jornal do Brasil, por problemas de edição, foi omitido involuntariamente o depoimento do jornalista Newton Carlos, seu editor internacional durante alguns anos e agora colaborador semanal. Foi isso que ele nos disse.


Você certamente já recebeu o apelo através de uma central telefônica para contribuir para a LBV, Legião de Boa Vontade. e certamente você já fez alguma doação ou é uma contribuinte regular desta entidade filantrópica que existe há meio século.


São 70 mil voluntários em todo o país que atendem quatro e meio milhões de carentes e uma arrecadação anual de 215 milhões de reais. O antigo sopão do fundador o radialista Alziro Zarur ampliou-se para um sistema de creches lares para idosos e atendimento médico.


Em função disso você deve ter se surpreendido, como muita gente, com a série de reportagens iniciadas há três semanas pelo jornal O Globo e acompanhadas pelo Jornal Nacional da Rede Globo denunciando a direção da LBV de apropriar-se dos fabulosos recursos doados.


A formidável cruzada das Organizações Globo será o tema desta edição do Observatório da Imprensa.


É preciso que se diga primeiramente que esta série de reportagens sob o ponto de vista técnico-ético situa-se no pólo oposto daquele jornalismo aqui denominado de “jornalismo fiteiro” que consiste na simples transcrição de gravações legais e ilegais de conversas telefônicas. As reportagens do Globo seguiram os tramites do jornalismo investigativo clássico com pesquisas, checagem e contra-checagem de informações. As revelações sobre os bens dos diretores da LBV são impressionantes e desanimaram muitos contribuintes.


Mas há um outro lado da questão que cabe a este Observatório levantar: o milionário Paiva Neto, presidente da LBV, já apareceu na capa de uma revista como comunicador do ano o que nos leva a perguntar: foram seus dotes de comunicador que o protegeram durante tanto tempo da investigação da imprensa? Ou estes mesmos dotes de comunicador aplicados numa rede nacional de Tv provocaram a campanha de denúncias? Mais: por que razão só agora é que a fortuna dos dirigentes de uma entidade filantrópica começaram a chamar a atenção da imprensa? Fique atento, este Observatório vai render.


Assista ao compacto desse programa em:
www.tvebrasil.com.br/observatorio/videos.htm

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem