Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

IMPRENSA E CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO

Israel x Palestina

Por Alberto Dines em 24/10/2000 | Programa número 125 | comentários

Referências bibliográficas

PIOVEZANI, Carlos Félix Filho, Política Midiatizada e Mídia Politizada: fronteiras mitigadas na Pós-Modernidade. In: GREGOLIN, M. R. V (Org). Discurso e Mídia: a cultura do espetáculo. São Carlos: Claraluz, 2003.

GREGOLIN, Maria do Rosário Valencise O acontecimento discursivo na mídia: metáfora de uma breve história do tempo. In: GREGOLIN, M. R. V (Org). Discurso e Mídia: a cultura do espetáculo. São Carlos: Claraluz, 2003.

COURTINE, Jean-Jacques, Os deslizamentos do espetáculo político. In: GREGOLIN, M. R. V (Org). Discurso e Mídia: a cultura

Lula e Ratinho, tudo a ver? – Luiz Weis

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.


Quando você leu os jornais de hoje não encontrou a questão do Oriente Médio com o mesmo destaque das últimas quatro semanas. O saldo de vítimas foi pequeno, não havia fotos chocantes ou dramáticas. Mas isso significa que a situação é menos explosiva? Os termômetros da mídia internacional medem a gravidade real ou medem o teor dramático das imagens?


Vamos tratar hoje do confronto Israel-Palestina. E como sempre não vamos entrar no mérito da disputa. Discutir quem tem razão equivale a reproduzir o próprio confronto e, além disso, este Observatório destina-se a examinar o desempenho da mídia.


No caso do Oriente Médio e no de Israel-Palestina em particular a mídia, ela própria, converteu-se numa campo de batalha onde cada gota de sangue devidamente dramatizada abre as torneiras para um banho de sangue.


A exibição reiterada das imagens do menino palestino baleado nos braços do pai e do militante palestino mostrando as mãos manchadas de sangue depois do linchamento de um reservista israelense são exemplos clássicos de um novo tipo de guerra em que a imagem da fúria deflagra a fúria pela imagem.


As emoções neste caso inflamam-se rapidamente porque um dos próprios componentes do conflito é religioso, portanto emocional, portanto altamente inflamável.


A mídia não chega a ser uma religião mas sem a mídia as religiões hoje não seriam o que são.


Ao escolher este tema para o programa de hoje estamos assumindo um desafio. O de fazer um debate sobre o Oriente Médio sem que os participantes se engalfinhem.


Assista ao compacto desse programa em:
www.tvebrasil.com.br/observatorio/videos.htm

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem