Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

ESPECIAL O CRUZEIRO (2º ANIVERSÁRIO)

Jornalismo e história

Por Alberto Dines em 02/05/2000 | Programa número 100 | comentários


Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.


Se você não leu os jornais cariocas de hoje, terça-feira, tome nota de um dos maiores libelos contra a mídia aparecidos nos últimos tempos. Depois de preso pela polícia, o traficante Marcinho VP disse o seguinte: ‘Eu sou o monstro que vocês, da imprensa, criaram. vocês me mitificaram. Vocês precisam disso para sobreviver’. Este programa já tratou do assunto. Voltaremos a ele.


O Brasil está redescobrindo o Brasil. Apesar dos tumultos em Porto Seguro, a sociedade como um todo está extremamente motivada para um auto-exame e uma auto-avaliação.


Um dos pontos positivos da colonização portuguesa – não foram muitos – foi a preservação do território e do idioma. Depois da independência o território cresceu ainda mais e com o passar do tempo o idioma foi ganhando vida própria. Era inevitável, o mesmo aconteceu nas colônias inglesas, francesas e espanholas ou com o alemão falado na Suíça ou Áustria. Mas será que estamos conseguindo falar e escrever com correção?


A mídia, sobretudo a mídia eletrônica, de massa, está degradando ou melhorando a qualidade do idioma falado no Brasil? Esta não é uma questão gratuita e formal. Tem a ver com a nossa capacidade de exteriorizar nossas idéias de forma compreensível, sem dubiedades.


Falar e escrever corretamente não é apenas questão de gramática é forma de pensar com clareza.


Assista ao compacto desse programa em:
www.tvebrasil.com.br/observatorio/videos.htm

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem