Sábado, 16 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

VENEZUELA

Morte de Hugo Chávez

Por Alberto Dines em 12/03/2013 | Programa número 675 | comentários

 

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

Hugo Chávez tornou-se em apenas 14 anos um dos mais conhecidos líderes da cena internacional. Não era político, era militar e, como todos, só queria a confrontação. quanto mais confrontado mais se impunha.

Os adversários, principalmente na mídia, só o ajudaram, sobretudo a partir de 2002, quando uma tentativa de golpe para derrubá-lo foi engendrada numa emissora de tevê.

A estratégia da confrontação deu resultado em matéria de poder mas fraturou o país, dividiu-o em dois. Um político seria mais prudente porque uma ruptura como a que ocorre na Venezuela torna o país ingovernável.

Grande parte da mídia brasileira tratou Chávez morto como tratava Chávez vivo, foi um erro. A mídia democrática não confronta, informa, esclarece, tenta convencer.

O sucessor designado, Nicolás Maduro, também aposta na confrontação. Menos experiente, talvez não saiba como voltar atrás depois de eleito. Precisa ser ajudado.

Em 2009, este Observatório da Imprensa foi à Venezuela. O experimentado jornalista e escritor Claudio Bojunga ouviu as duas partes, e as conclusões não deixavam dúvidas: o país estava partido, quebrado.

Hoje, cinco anos depois, Chávez morto e embalsamado, nada mudou, ao contrário, piorou: Chávez tornou-se um mártir pois, segundo Maduro, teria sido consumido por um câncer inoculado por seus inimigos. A confrontação prossegue.

A Venezuela está a 3.800 quilômetros de Brasília, porém uma Venezuela fragmentada, fragmenta a América Latina, afeta o Brasil. Nossa mídia precisa curar-se do chavismo. Ou do anti-chavismo e esquecer a confrontação.

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem