Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO

O avanço do mercado de documentários no Brasil

Por Alberto Dines em 29/11/2011 | Programa número 621 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

O cinema nasceu documental e nisso a sétima arte não se diferencia das demais artes que começam descrevendo a realidade e, depois, embrenham-se pelos labirintos da imaginação.

Apesar das ilimitadas possibilidades do filme de ficção, o documentário conseguiu atravessar incólume os 116 anos da história do cinema. E, ao contrário do que aconteceu com o jornalismo, as novas tecnologias só o legitimam e o reforçam. Mas a sobrevivência do documentário também tem a ver com a formidável coleção de eventos ao longo do século 20 e 21, nos quais foi testemunha e agente.

O Brasil vive hoje um inédito boom de documentários: aumentou espetacularmente o número de espectadores e o número de produções, mas, muito além das cifras, o que está visível é que o documentário incorporou-se definitivamente à cultura brasileira, faz parte da formação intelectual de, pelo menos, duas gerações de brasileiros. É o melhor antídoto das telenovelas e talvez por isso não receba da televisão comercial o estímulo que merece.

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem