Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

TRANSPARÊNCIA NO STF

O Supremo, ao vivo e em cores

Por Alberto Dines em 19/05/2009 | Programa número 503 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

Um bate-boca que vai entrar para os anais da justiça: a discussão entre os ministros Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa teve uma grande repercussão. Não apenas pelo seu caráter inusitado mas porque foi transmitida ao vivo pela TV Justiça. Na íntegra, sem cortes.


Isso é bom para a sociedade, bom para a democracia, bom para a transparência? Embora penoso, quase grosseiro, o qui-pro-quo entre os dois supremos magistrados foi positivo, na medida em que é positivo tudo que é real, verdadeiro.


Infelizmente quem pode ser punido é o cidadão brasileiro. O debate provocou outro debate: deve a TV Justiça transmitir, ao vivo, sem cortes, os julgamentos da Corte Suprema?


Já há duas doutrinas e dois partidos: um deles alega que em julgamentos ao vivo os ministros podem sentir-se coagidos ou, ao contrário, estimulados a entrar no clima do espetáculo televisivo. A outra corrente apoia-se na experiência destes seis anos de transmissões ao vivo: o país foi pioneiro, e até hoje ninguém havia se lembrado de questionar a iniciativa.


Vale a pena repetir: este Observatório não julga, oferece subsídios, quer ajudar a pensar. Neste sentido, a transparência é fundamental.


Assista ao compacto desse programa em:
www.tvebrasil.com.br/observatorio/videos.htm

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem