Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

ENTREVISTA COM A OMBUDSMAN SUZANA SINGER

Ombudsman da Folha com a palavra

Por Alberto Dines em 15/11/2011 | Programa número 619 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

A imprensa pode ser criticada? Há pouco mais de trinta anos, em 1975, quando a Folha de S. Paulo começou uma coluna de crítica da mídia, foi um verdadeiro Deus nos acuda. Jornalistas acharam que a intimidade das redações não deveria ser violada, outros foram ainda mais longe acusando a coluna de órgão de censura, esquecidos de que ainda estávamos em plena ditadura e que a imprensa ainda não era livre. Criticá-la seria uma forma de libertá-la.

Anos depois, em 1989, a mesma Folha deu outro passo decisivo na história do jornalismo: criou a função de ombudsman (em português o equivalente a ouvidor ou corregedor) e convidou para ocupá-la o jornalista Caio Túlio Costa. Desde então ocuparam a difícil função fiscalizadora outros nove jornalistas. Além da Folha, na imprensa brasileira, apenas o jornal O Povo, de Fortaleza, teve a coragem de participar desta ousada experiência.

Suzana Singer, com 23 anos de profissão, atual ombudsman da Folha, é a nossa convidada de hoje.

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem