Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

VIOLÊNCIA E MÍDIA NO BRASIL

Os senhores da guerra e do crime

Por Alberto Dines em 27/10/2009 | Programa número 526 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

Só o Rio é violento? Ou o Rio de Janeiro é a vitrine da violência do país?

É verdade que os narco-terroristas nunca conseguiram derrubar um helicóptero da polícia com uma metralhadora anti-aérea mas também é verdade que o PCC já parou São Paulo com ordens emitidas de dentro dos presídios. Porém muito mais audaciosa do que a derrubada de um aparelho da polícia foi a ação dos bandidos em Amparo, no interior de São Paulo, que metralharam um carro forte e roubaram mais de um milhão de reais. No Morro dos Macacos o sucesso dos bandidos foi obra da casualidade. Em Amparo foi tudo minuciosamente planejado, a metralhadora foi instalada no banco posterior de um carro do qual foi retirado o parabrisa traseiro.

Esta competição de audácias regionais só serve para desviar a nossa atenção para um dado mais importante: nossa violência é federal. O armamento pesado entra no Brasil através do Paraguai, da Bolívia e do Suriname.

Dentro de alguns anos teremos jatos de última geração defendendo nosso espaço aéreo mas até lá as nossas polícias continuarão usando coletes a prova de balas vulneráveis, pesados, antiquados simplesmente porque é proibido importar equipamentos do exterior quando há similares nacionais, como revelou Miriam Leitão.

O estado de direito está perdendo a guerra contra o estado-bandido não apenas no Rio mas também em toda a extensão do país. É isso que a mídia nacional não consegue enxergar, principalmente porque ela é essencialmente paulistana.

 

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem