Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

IMPRENSA ALTERNATIVA - PASSADO E FUTURO

Quando nasce um jornal

Por Alberto Dines em 22/08/2006 | Programa número 386 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

Quando nasce um jornal, alguma coisa acontece. A própria invenção da imprensa causou profunda alteração na sociedade européia. Nosso primeiro periódico sem censura, o Correio Braziliense, abriu caminho para a Independência. A fundação do Estado de S. Paulo antecipou a Abolição. Quando nasce um jornal alguma coisa sempre acontece.


Está nas telas dos cinemas um filme que é também um pedaço da história moderna do Brasil. O protagonista deste filme é um jornal, O Sol. O primeiro jornal alternativo moderno. Lançado em setembro de 1967 para enfrentar a ditadura e o conformismo da grande imprensa, o Sol durou apenas quatro meses, foi até janeiro do ano seguinte, mas algo aconteceu: criou-se o paradigma da renovação e da imprensa de resistência mais tarde batizada como imprensa nanica ou udigrude (de underground) ou ainda de imprensa alternativa.


Hoje nascem jornais, mas nada acontece. São novos produtos dos mesmos grupos empresariais, raramente são projetos de mudança. Inspirado na experiência do Sol, o Observatório da Imprensa discute hoje a falta que faz o Sol. Estamos à sombra da internet. Tudo o que é novo começa na internet. Será que é a mesma coisa?


Assista ao compacto desse programa em:
www.tvebrasil.com.br/observatorio/videos.htm

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem