Sábado, 21 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

TV DIGITAL

Um presente envolto em mistérios

Por Alberto Dines em 23/10/2007 | Programa número 439 | comentários

Referências bibliográficas

LAKOFF, George. 1977. Linguistic gestalts. In: Papers from the Thirteenth Regional Meeting of the Chicago Linguistic Society. Chicago, Illinois., pp.236-287.

MONDADA, L. & DUBOIS, D. 1995. Construction dés objets de discours et categorization: une aproche des processus de référenciation. In: BERRENDONER, A. & REICHLER-BEGUELIN,M-J. (eds).p.273-302.

PUTNAM, Hilary. 1990 [1988]. Représentation et réalité. Trad. Claudine Engel-Tiercelin. Paris: Éditions Gallimard.

RUSSELL, Bertrand. 1974. Lógica e Conhecimento – Ensaios escolhidos. Trad. Pablo Rubén Mariconda. São Paulo: Abril Cultural.

WITTGENSTEIN, Ludwig. 1979 [1958]. Investigações Filosóficas. 2a.ed. Trad. José Carlos Bruni, São Paulo: Ed.Abril.

JORNAL DO COMMERCIO – Recife – PE. 07,08,13 de agosto de 2002.

FOLHA DE PERNAMBUCO – Recife – PE. 07,08 de agosto de 2002.

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

O debate sobre a Tv Brasil está razoavelmente transparente. Já se sabe o que será ou não será o núcleo da Rede Pública. Mas no mesmo dia dois de dezembro o telespectador brasileiro será brindado com outra novidade: o início das transmissões com sinal digital. E este presente ainda está muito obscuro, envolto em muitos mistérios.


Até agora nem o governo, nem os fabricantes, nem as emissoras de Tv e demais fornecedores de conteúdo conseguiram esclarecer o cidadão-consumidor sobre o que vai acontecer na sua telinha.


Quanto vai custar o conversor? Os televisores que estão nas lojas já estão habilitados para a digitalização? Como é que ficarão aqueles que preferirem permanecer no sistema analógico? E o sistema digital, será plenamente utilizado ou vamos utilizar apenas parte do potencial da nova tecnologia?


Esta falta de esclarecimentos tem uma razão: apesar de faltarem apenas 40 dias para o início da digitalização do sinal de Tv ainda não há definições. O governo está claramente dividido, o Ministério das Comunicações quer uma coisa e o da Ciência e Tecnologia quer outra. As emissoras de Tv têm interesses que confrontam radicalmente o que as entidades que defendem os consumidores acham correto.


Que tal um esclarecimento? É exatamente isso que pretende esta edição do Observatório da Imprensa.


Assista ao compacto desse programa em:
www.tvebrasil.com.br/observatorio/videos.htm

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem