Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > Quem ataca quem

A imprensa como campo de batalha

Por lgarcia em 01/01/2003 na edição 205

TIROTEIO ELEITORAL

Alexandre Martins (*)

Serra é o mais atacado e Ciro o que
mais ataca


Até as eleições de outubro,
este Observatório publicará semanalmente análises
do Instituto Brasileiro de Estudos da Comunicação (IBEC) sobre
o comportamento da mídia no processo eleitoral e o tratamento dispensado
aos candidatos.


Ataques entre candidatos são uma constante em ano eleitoral ? e as páginas
dos jornais diários seu principal campo de batalha. Não é
para menos. Até o início do horário eleitoral gratuito
no rádio e na TV, a imprensa é o único instrumento disponível
para os candidatos "conversarem" com o eleitorado.

Mesmo depois de iniciada a propaganda obrigatória na mídia eletrônica,
os jornais continuam indispensáveis para qualquer candidatura que almeje
o sucesso: têm credibilidade e as aparições ali são
mais baratas do que a publicidade. Por isso, mal se definiram as candidaturas
logo começaram as trocas de salvas de artilharia pesada entre candidatos
e/ou assessores ? a imprensa encontrou material de sobra para tratar o assunto
eleições.

Neste ano, a imprensa fez de tudo para antecipar o debate eleitoral que, a
rigor, só foi parcialmente interrompido durante a realização
da Copa do Mundo de futebol. Depois do pentacampeonato e das decorrentes comemorações,
logo vieram as convenções partidárias e, a partir dali,
a corrida pelo voto começou para valer. E os ataques também. Vamos
aos números.

Quem ataca quem

CmP – Centímetros Ponderados*

Para melhor entendimento da tabela acima e das que aparecem em seguida, convém
registrar que Centímetro Ponderado (CmP) é o resultado de pontuações
atribuídas ao material publicado pela imprensa (mensurada em centímetros
quadrados) considerando a importância do veículo em que a notícia
foi publicada em função de sua audiência, credibilidade
e confiabilidade, além de também pontuar, dentro de cada veículo,
o dia em que a matéria circulou, em que página (capa, primeiro
caderno etc.) e com que destaque (tratamento editorial privilegiado, título,
foto, legenda, cor etc).

De acordo com os resultados da pesquisa IBEC, Ciro Gomes é o candidato
que mais ataca seus adversários e elegeu o governista José Serra
como seu principal alvo. Mesmo sendo um personagem polêmico, a imprensa
não conseguiu fazer de Ciro o algoz de Serra ? coube ao senador José
Sarney cumprir esse papel.

Sarney acusou Serra de ser o mentor do escândalo da Lunus, que enterrou
a candidatura de Roseana ainda antes da Copa, o que se tornou o primeiro grande
fato divulgado pela imprensa e até agora não superado em importância
na cobertura eleitoral. Esse assunto rendeu milhões de centímetros
nas páginas da imprensa escrita.

Veja a seguir os números relativos aos outros três principais
candidatos.

 

 

(*) Jornalista, diretor de pesquisas do Instituto
Brasileiro de Estudos da Comunicação (IBEC)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem