Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

A volta do desinteresse

Por lgarcia em 25/12/2002 na edição 204

TELETIPO

Enquanto isso, programas jornalísticos dos EUA não conseguem manter o público jovem que ganharam após os atentados de 11/9/01. O World News Tonight, da rede ABC, por exemplo, viu a média etária da audiência subir de 57 para 59 anos desde 2001. Todos os canais de notícias por assinatura perderam telespectadores jovens no horário nobre. O talk show de Larry King perdeu 38% do público de 18 a 34 anos. Para alguns, esses índices são normais. Susan Zirinsky, produtora do 48 Hours, observa que os jovens precisam de uma história específica para acompanhar, e que o esfriamento dos temas sobre o 11/9 causou a debandada. "Mas este é um tempo entre crises. À medida em que chegarmos próximos à guerra com o Iraque assistiremos um retorno", disse ao USA Today [11/12/02], sem perceber o nonsense de tal previsão.

Na Semana de Mídia do banco UBS Warburg, o presidente AOL Time Warner, Richard Parsons, disse que o processo de fusão de sua rede de notícias CNN com a rede de TV aberta ABC, que pertence à Disney, foi interrompido. Ele afirmou que ambas empresas se beneficiariam do negócio, pois a ABC poderia utilizar a experiência de cobertura internacional da CNN que, por sua vez, poderia ampliar seu alcance com a nova parceira. Parsons contou, no entanto, que o negócio era demasiado complexo e que as duas partes faziam questão de ter controle absoluto do que vai ao ar. Segundo a AP [10/12/02], CNN e ABC discutem a consolidação há meses. O presidente da AOL Time Warner disse que o grupo pretende se livrar de alguns de seus ativos, como equipes esportivas, a fim de focar a atuação em mídia.

A Associação Internacional de Documentários (IDA, sigla em inglês) fez um ranking dos melhores filmes do gênero de todos os tempos. O recente Jogando boliche por Columbine, do diretor americano Michael Moore, ficou em primeiro. O documentário, que ganhou ainda mais favoritismo ao Oscar de sua categoria, trata da cultura armamentista nos EUA. Moore ficou também com a terceira posição, graças a Roger & me, de 1989, que mostra o problema do desemprego gerado pelo fechamento de uma fábrica da General Motors no estado americano de Michigan. O segundo colocado foi The thin blue line, de 1988, sobre condenações erradas no caso do assassinato de um policial texano. A IDA foi formada em 1982 como um fórum de documentaristas. Como destaca a Reuters [12/12/02], ela tem 2.700 integrantes em 50 países.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem