Domingo, 20 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Amazon paga por divulgar livro difamatório

Por lgarcia em 30/12/2003 na edição 257

TELETIPO

A Amazon.com, principal livraria virtual do mundo, foi obrigada a pagar uma quantia não revelada por danos, pela promoção de um livro difamatório. Em um tribunal em Belfast, na Irlanda do Norte, pediu desculpas pela venda do título The Committee: Political Assassination in Northern Ireland, que acusa sete policiais aposentados da Irlanda do Norte de encomendar assassinatos. Segundo a Media Life [22/12/03], o polêmico livro do jornalista Sean McPhilemy foi chamado de teoria conspiratória atiradora de difamação. Roberts Rinehart, uma pequena editora no Colorado, retirou o livro de catálogo em 2000 após ação na justiça. Livrarias britânicas e irlandesas nunca venderam o livro porque sabiam que um processo judicial estava em curso. O autor acabou por confessar que a principal fonte de seu livro era fictícia, assim como as alegações contra os sujeitos mencionados.

Parece que a Salon chegou à conclusão de que conteúdo de qualidade não é mais suficiente para fazer com que internautas abram suas carteiras. A e-zine está planejando adicionar à sua assinatura premium (que conta hoje com 73 mil adeptos), cuja taxa é de US$ 35, uma série de "brindes" extras, tais como a possibilidade de ler a Salon sem anúncios. Novos assinantes, de acordo com a Media Life [22/12/03], também poderão receber por um ano três revistas impressas, escolhendo entre Wired, U.S. News & World Report, National Geographic Adventure e DiversityInc. Se não for o suficiente, a Salon ainda dará um áudio-livro, acesso livre a alguns downloads de música em MP3 e convites a eventos especiais da e-zine.

Jesse Ventura, ex-governador de Minnesota, teve breve passagem pela carreira de apresentador de TV. Uma porta-voz do canal americano a cabo MSNBC disse em 24/12 que seu talk show, Jesse Ventura?s America, às noites de sábado, foi tirado do ar sem previsões de retorno. Segundo a Reuters [24/12/03], Ventura continuará como comentarista político para a emissora durante a campanha presidencial de 2004. Apesar de polêmico e instigante (os primeiros convidados de Ventura forma o ex-governador da Califórnia Gray Davis e a colunista política Arianna Huffington), o programa amargou na audiência. Em fevereiro, a MSNBC também cancelou o programa noturno de Phil Donahue depois de apenas seis meses no ar, alegando impopularidade. Em julho, o polêmico apresentador de talk show Michael Savage foi demitido após dizer que desejaria que um ouvinte pegasse Aids.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem