Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > FANTÁSTICO

Arthur Xexéo

Por lgarcia em 10/10/2001 na edição 142

MONIQUE EVANS

"Descubra Monique Evans na pele de Sabrina Love", copyright O Globo, 5/10/01

"A cena é do filme ?Uma noite com Sabrina Love?. Na tela, um adolescente argentino, que mora no fim do mundo, tenta chegar a Buenos Aires. Segue um trecho do caminho a pé, pega um barco, nada um pouco, escala uma ponte e, enfim, conseue carona num caminhão que se dirige à capital do país. Inexperiente, ouve atento os conselhos do motorista: ?Não pegue carona com caminhoneiro brasileiro.? Por quê? É o que o adolescente e toda a platéia ficam querendo saber. O conselheiro não demora a responder. ?É que, à noite, o brasileiro costuma ficar carinhoso e vai tentar te empalar.? É claro que empalar, no caso, foi usado como metáfora. Depois, quando a gente fala mal de argentino, dizem que é bairrismo.

***

O mais interessante de ?Uma noite com Sabrina Love? é o personagem do título. Sabrina Love é uma atriz pornô argentina decadente. Ela se mantém com um programa de televisão levado ao ar de madrugada na TV a cabo. É um show de variedades que só fala de sexo. Sabrina comanda a função de uma cama redonda. Está sempre segurando um falo de plástico de proporções consideráveis. E recebe entrevistados com os quais se junta numa banheira para fazer as entrevistas. Perceberam as coincidências? Sabrina Love é praticamente uma Monique Evans!!!

***

Nestes tempos de guerra, é muito fácil encontrar no jornal notícias absurdas. Mesmo assim, a notícia mais absurda da semana não tem nada a ver com ataques terroristas em Nova York ou a invasão do Afeganistão pelos Estados Unidos. A concorrência foi grande, mas nada barrou o fato de Amaury Jr. ter deixado a Bandeirantes por não concordar com a tendência de popularização que a emissora está adotando. Como é que é? Amaury, um intelectual, com programa dedicado ao jornalismo de profundidade, não tinha mesmo outra opção.

***

Todo mundo sabe que eu não vejo mais novelas. Mas não queria deixar passar em branco: o primeiro capítulo de ?O clone? foi sensacional."

 

SEM-PEGADINHA

"Gravação de ?pegadinha? pode ser proibida no RJ", copyright Folha de S. Paulo, 6/10/01

"A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou projeto de lei que pode proibir a gravação de ?pegadinhas? no Estado por emissoras de TV. O texto ainda terá de ser sancionado pelo governador Anthony Garotinho (PSB).

De autoria do deputado André Luiz (PMDB), o projeto exige que emissoras informem as pessoas de que elas serão filmadas antes da gravação. Se a lei for sancionada, o descumprimento poderá levar à retirada do programa do ar.

Atualmente, os participantes das ?pegadinhas? não sabem que estão sendo filmados e só são avisados após o fim da brincadeira. No entanto, para que a ?pegadinha? seja retransmitida, as emissoras precisam ter autorização por escrito da pessoa envolvida.

?Como não assistem às gravações, as pessoas acabam não percebendo a situação ridícula a que foram submetidas.?

A Folha tentou entrar em contato com a produção do ?Topa Tudo por Dinheiro?, do SBT -que retransmite ?pegadinhas?-, mas, até as 19h, nenhum diretor havia sido localizado."

 

FANTÁSTICO

"Pasquale terá quadro no ?Fantástico?", copyright O Estado de S. Paulo, 2/10/01

"As freqüentes dúvidas referentes ao nosso idioma vão ganhar espaço no Fantástico, da Globo. A atração resolveu apostar nos conhecimentos do professor Pasquale Cipro Neto e está preparando um quadro semanal para ele.

Uma das idéias apresenta o professor corrigindo erros freqüentes e até gafes absurdas da língua portuguesa, em placas de rua espalhadas por São Paulo.

Todos os domingos, o Fantástico mostrará algumas dessas placas e Pasquale indicará o erro e sua forma correta. A intenção do programa é abusar do bom humor na hora de explicar a grafia correta das palavras.

Batizada inicialmente de Pasquale Visitando os Quatro Cantos, a seção ainda não tem data de estréia prevista no Fantástico. Outros formatos para o quadro do professor também v&ececirc;m sendo estudados pela direção do programa.

No ínicio do ano, Pasquale parou de gravar seu programa de entrevistas na Cultura, o Nossa Língua Portuguesa. A atração continua sendo reprisada na emissora, diariamente, mas não há previsão de voltar a ter edições inéditas."

    
    
                     
Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem