Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > CURVA DE GAUSS

As mudanças no Provão

Por lgarcia em 14/02/2001 na edição 108

CURVA DE GAUSS

Victor Gentilli

O Provão de 2001 vai mudar [veja Aspas, nesta rubrica]. As principais mudanças se darão nos critérios. Cai a chamada "curva de Gauss" – que determina que, dos melhores cursos, 12% serão necessariamente conceito A, 18% necessariamente conceito B e assim por diante.

Para os cursos de Jornalismo a mudança será significativa porque, nos três provões já aplicados, a média dos cursos que atingiram conceito A era muito baixa – sempre abaixo de 5,0. Eram os melhores cursos, comparativamente. Mas não eram necessariamente cursos merecedores de conceito A. Com os novos critérios, esse problema deixa de existir. Haverá uma nota mínima e um padrão de excelência que vai funcionar como uma régua para estabelecer se haverá, quantos e quais são os cursos "conceito A"

A "curva de Gauss" sempre constou do arrazoado dos estudantes em suas justificativas de boicote ao provão. Aliás, sempre foi um dos argumentos mais fortes. Mas, pessoalmente, não acredito que estas mudanças sejam suficientes para mudar o ânimo dos estudantes que vêm boicotando o exame. Mesmo porque, eles têm muitos outros argumentos. Mas é inegável que esta mudança sinaliza boa vontade por parte do MEC no sentido de ouvir as críticas e ir adequando o exame às exigências da realidade e às sugestões de professores e alunos.

Os seminários que o Inep promoveu com coordenadores de diversos cursos mostrou isso claramente. E este ano haverá mais um Seminário de Jornalismo, possivelmente já no mês de abril.

Volta
ao índice

Diretório Acadêmico – próximo
texto

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem