Quinta-feira, 20 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1042
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

As peças do quebra-cabeças

Por lgarcia em 25/09/2002 na edição 191

THE WASHINGTON POST

Em meio às imagens que o ombudsman do Washington Post Michael Getler guarda na lembrança da manhã dos ataques terroristas a Nova York e Washington, ficou registrada, como lembra em sua coluna de 15/9/02, a capa do Los Angeles Times daquele dia, que destacava o assassinato de Ahmed Shah Massoud, líder da principal força de resistência ao Talibã no Afeganistão. Ele era um guerreiro-intelectual que virara figura lendária na luta contra a ocupação soviética nos anos 1980. A matéria dizia que evidências levavam o governo americano a acreditar que Osama bin Laden teria ordenado o ataque suicida que o matou.

Muitos jornais noticiaram o assassinato, mas o fato de o LA Times o ter colocado, por algum motivo, na primeira página, chamou a atenção do ombudsman. "Me lembrou do tipo de serviço que jornais podem oferecer com a dedicação de estar alerta todo o tempo", escreve. Eliminar Massoud pode ter sido um movimento de preparação de bin Laden para quando os EUA reagissem contra os ataques de 11/9. Depois dos atentados, se descobriu que o governo americano já tinha várias pistas de que algo estaria por acontecer. Será que se os jornais americanos soubessem desses sinais antes não teriam dado mais destaque à eliminação do líder anti-Talibã?

Poder-se-ia dizer que o acerto do LA Times foi pura sorte. Mas não é o que aponta seu editor de capa, Leo Wolinsky: "Já estávamos sensibilizados por reportagens anteriores e esta era uma história fascinante com bastante contexto e detalhe. A equipe no exterior estava muito alerta e minha decisão foi influenciada por seus argumentos. Nunca teríamos feito isso se não tivéssemos compromisso com a cobertura internacional".

Com exemplos como esse, Getler não pretende levantar críticas àqueles que não deram determinada notícia em destaque. "É só um esforço de enfatizar o valor de estar alerta para as peças de um quebra-cabeça e a forma como são apresentadas quando estamos lutando numa guerra e logo poderemos estar lutando em outra."

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem