Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > VIOLÊNCIA SEXUAL

Atletas recebem tratamento especial

Por lgarcia em 14/10/2003 na edição 246

VIOLÊNCIA SEXUAL

Atletas ganharam direito a cobertura especial da mídia. Pelo menos é o que ficou subentendido com os casos de Jody Morris, meio-campo do Leeds, na Inglaterra, e de Kobe Bryant, estrela do basquete do Los Angeles Lakers. Ambos foram acusados de violência sexual, mas de alguma forma preservados por veículos locais.

Parte da mídia britânica deu a notícia de que o jogador de futebol de Leeds fora preso por conexões com estupro, mas obscureceu as fotos temendo que ele fosse identificado pela polícia. Apesar de Morris ser bem conhecido no meio, a polícia disse que a identificação ainda tinha de ser preservada. O uso do nome do jogador foi considerada pelos jornais menos prejudicial que a exibição de sua foto.

Nos EUA, centenas de jornalistas se plantaram na cidade de Eagle para cobrir o caso de violência sexual de Kobe Bryant, mais uma história interminável para os noticiários americanos. Um jornal local, porém, julgou que a notícia não era importante. Em editorial intitulado "Kobe quem?", o Aspen Daily News disse que cessaria sua cobertura ao caso da estrela da NBA até que se tenha um veredicto oficial. Troy Hooper, editor-associado do jornal de 12.500 exemplares, disse que os leitores já não agüentam mais a saga e que outras boas matérias estavam sendo ignoradas.

Informações de Ciar Byrne [The Guardian, 9/10/03] e Cindy Brovsky [AP, 9/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem