Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > MEMÓRIAS DAS TREVAS

Autores, idéias e tudo o que cabe num livro

Por Ger@cao Online em 07/02/2001 na edição 107

ARMAZÉM LITERÁRIO

Autores, idéias e tudo o que cabe num livro

MEMÓRIAS DAS TREVAS

"‘Memórias das Trevas’ desafia ACM e vende 25 mil exemplares em 10 dias", copyright Ger@ção Online (www.geracaobooks.com.br), 30/01/01

"Mais uma vez, não deu para todo mundo. A reimpressão do livro ‘Memórias das Trevas – Uma Devassa na Vida de Antonio Carlos Magalhães’, do jornalista baiano João Carlos Teixeira Gomes, com 15 mil exemplares, foi disputada na porta da editores. Já são, agora, 25 mil exemplares impressos.

Com medo de ficar sem o livro, livreiros e distribuidores mandaram seus furgões esperar as carretas que chegavam da gráfica e iam cada um pegando avidamente a sua parte. O grupo Sodiler, que vende livros em aeroportos e tem sede no Rio, mandou um caminhão do Rio a São Paulo (mil quilômetros, ida e volta) para garantir sua cota.

O resultado, segundo a Geração Editorial, é que já são 25 mil exemplares vendidos em apenas 10 dias. ‘É um fenômeno, nem as Memórias de Cleópatra, que publicamos recentemente e é um bestseller mundial, vendeu tanto’, comemora o editor Luiz Fernando Emediato, dono da Geração. Como de hábito, ele nega que o senador Jader Barbalho esteja por trás do livro, como afirma o senador Antonio Carlos Magalhães.

– O senador Antonio Carlos Magalhães pode até não acreditar, mas Jader Barbalho, que não vejo desde 1991, não tem nada a ver com isso. Ele também não é meu modelo de senador, gosto mais do Suplicy. Publiquei o livro porque o autor é sério. Espero que ACM entenda isso e peça ao jornal Correio da Bahia, que é dele, para parar de me insultar. Não tenho nada a ver com essa briga. Se ACM um dia escrever um livro com suas próprias memórias, sou capaz de publicar também. É só ele mandar os originais. Minha editora é pluralista.

Devido ao sucesso do livro, Emediato mandou cancelar a nova campanha publicitária prevista para divulgar o livro.

– Seria jogar dinheiro fora. O próprio senador Antonio Carlos está divulgando tanto o livro que uma campanha agora seria excessiva. Cada vez que ele joga o livro no lixo e uma foto sai no jornal, no mínimo mais uns 2 mil livros são vendidos. O senador é hoje nosso melhor garoto propaganda."

"Curiosidade editorial", copyright O Estado de S. Paulo, 1/02/01

"Luiz Fernando Emediato mandou suspender a campanha publicitária do livro Memória das Trevas, de Joca Teixeira Gomes, aquele de 800 páginas contra ACM, lançado pela sua empresa, a Geração Editorial. Por uma razão muito simples. O livro vendeu 25 mil exemplares nos primeiros dez dias de distribuição. Portanto, não precisa de campanha nenhuma. Vende-se sozinho."

Volta ao índice

Armazém Literário – próximo texto

Armazém Literário – texto anterior

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem