Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES >   CELEBRIDADE

Bia Abramo

Por lgarcia em 27/01/2004 na edição 261

DIA A DIA

“?Dia Dia? busca domesticidade da mulher”, copyright Folha de S. Paulo, 25/01/04

“Ela é um azougue. Porta-se diante das câmeras de TV como se estas fossem invisíveis, circula com uma desenvoltura surpreendente pelo cenário e fala sem parar, aparentemente o que vier à cabeça. Sua movimentação incessante tem uma espécie de efeito hipnótico -não é possível tirar os olhos dela, quase que é difícil piscar.

Ela enche a tela de TV. Não parece ter nenhum tipo de inibição. Deveríamos a esta altura usar a palavra espontaneidade, mas ela não parece se aplicar a um profissional experiente de TV.

É mais um jeito quase imperceptível, ou muito sutil, de manipular a própria exposição e ter sob controle preciso suas ações e reações do que propriamente espontaneidade.

Ela é Viviane Romanelli e a tentação aqui é de escrever que ela é um perfeito animal televisivo, caso não soasse grosseiro.

Mas já que já foi, cabe explicar que qualificar como ?animal? nada pretende de pejorativo, mas é usado no intuito de reforçar as qualidades instintivas, naturais que a apresentadora exibe na TV desde que estrelava o ?TV UD?, programa de venda de quinquilharias domésticas no ShopTime.

Lá, a habilidade de Viviane Romanelli diante das câmeras ainda era mais impressionante, dado que passava horas fritando uns bifes gordurentos na chapa, assando pães e fazendo minipizzas em quantidades industriais para demonstrar as virtudes de aparelhos eletroeletrônicos tão desnecessários quanto caros.

Agora, à frente do ?Dia Dia?, o programa matutino da rede Bandeirantes que estreou na semana passada, a apresentadora sustenta três horas e meia de atrações mais variadas, mas que não fogem ao batido pot-pourri de temas ditos femininos.

Receitas, entrevistas ligeiras, trabalhos manuais, dicas de moda e beleza e, claro, consumo de inutilidades parecem constituir o universo da mulher que assiste à TV de manhã.

Atacada por uma alegria compulsória, Romanelli até que se esforça para dar algum ar de frescor às receitas óbvias, ao artesanato chinfrim, às atrações musicais em fim de linha.

Com a promessa de ajudar as donas-de-casa a tornarem seu cotidiano massacrante mais vivo, interessante ou rentável, revestem-se de falso brilho de novidade as mesmas tarefas de sempre.

Ela, Romanelli, com sua simpatia desastrada, tenta, mas as atrações são que vêm, de origem, apagadas em sua monotonia.

A catarse acontece mesmo diante de um daqueles indecifráveis produtos de televenda. Eles são versáteis, completos, quase miraculosos e, mais, vêm acompanhados por uma infinidade de acessórios.

Na presença de um deles, Viviane Romanelli se ilumina, mesmo que no programa novo não seja ela a apresentar a engenhoca. Ali parece estar a redenção definitiva, ao alcance de apenas algumas prestações, para a chatice do trabalho doméstico.”

 

METAMORPHOSES

“Escritor desiste de novela em meio a polêmica”, copyright O Estado de S. Paulo, 21/01/04

“O escritor Mario Prata retoma a partir de hoje sua crônica semanal no Caderno 2. Prata iria ficar seis meses afastado, para escrever a novela da Rede Record, dirigida por Tizuka Yamazaki, com estréia prevista em março, e inicialmente intitulada Metamorphoses (mas que, segundo ele, teve o nome mudado para Jóia Rara). O escritor, no entanto, decidiu se desligar do projeto. Ele conta – e traz mais detalhes em sua crônica de hoje – que não aprovou mudanças feitas no seu texto, incluindo cenas e diálogos. ?O Boni nunca mexeu num texto meu, nem quando o ibope da novela em que eu era autor estava caindo?, queixa-se. ?Não estou acostumado a trabalhar assim. Se fosse bom, eu nem falaria nada, ficaria quieto.?

A responsável pelas modificações, de acordo com Prata, teria sido a dona da produtora Casablanca, Arlete Siaretta, que realiza o projeto em parceria com a Record. ?Dona Arlete tinha a sinopse dela e eu, minhas idéias; trabalhamos uma semana em cima disso, mudamos o nome para Jóia Rara. Foi tudo aprovado.?

Ele começou a escrever os capítulos e, quando estava no oitavo, soube que ela havia feito as tais mudanças. ?Logo no primeiro capítulo, há uma interminável cena em que um médico explica a importância da cirurgia plástica.?

Ele diz ainda que a amiga Tizuka tentou intermediar a situação, mas Arlete teria se mostrado irredutível em relação aos acertos, assegura ele. ?Não houve qualquer imposição dos bispos, como muitos podem imaginar.? Prata acha interessante que a Record abra um novo espaço para teledramaturgia no Brasil, quer que a novela vá adiante, mas prefere se afastar. ?Eu não queria escrever novela, foi um pedido da Tizuka, que não tinha um autor e o projeto poderia parar.?

Tizuka foi procurada pela reportagem na segunda-feira, mas não foi encontrada, pois, segundo seu assistente, ela estaria atribulada com o primeiro dia de gravação da novela. Já a Record preferiu não se manifestar sobre o assunto. De acordo com sua assessoria de imprensa, a produtora Casablanca é responsável por todas as decisões, que são acompanhadas pelo diretor-artístico da emissora, Del Rangel. A assessoria afirma ainda que a próxima autora responde pelo nome de Charlote Karowski, mas diz não ter detalhes sobre ela.

Na verdade, a existência de Charlote é uma incógnita. A equipe de Tizuka garante que ainda não existe uma autora substituta. Já a Casablanca, representada por seu porta-voz, Antoninho Rossini, garante que Charlote é uma ghost-writer, cercada por uma equipe de autores. Há quem diga ainda que Arlete se esconde atrás desse pseudônimo. Rossini diz não ter essa informação, mas não descarta a hipótese. ?Não sei quem é Charlote e nem tive vontade de saber.?

Rossini desmente ainda as diferenças entre Arlete e Prata, que teriam culminado com a saída do escritor. Segundo ele, ?não foi uma saída?. ?é que o contrato de Mario Prata terminou em dezembro. Ele recebeu o briefing e fez a estruturação da histórias, ajustes dos personagens.? Na versão da produtora, Prata teria sido contratado só para essa fase de estruturação da sinopse. ?A partir de agora, vão desenvolver a novela com base no que ele fez.?

Indagado sobre o fato de Mario Prata ter pedido seis meses de licença de sua coluna no jornal para se dedicar à novela, Rossini desconversou e reafirmou que o autor tinha contrato até dezembro apenas. ?O projeto Metamorphoses dura seis meses, o que não quer dizer que o contrato dele previa mais esses seis meses. Cumprimos o contrato do começo ao fim.? Prata confirma que tinha um contrato inicial para a criação da sinopse, mas que daria continuidade ao trabalho como autor – o que a própria Arlete havia admitido em entrevistas que concedeu em dezembro.”

“Atriz fará cirurgia plástica real em novela”, copyright Folha de S. Paulo, 23/01/04

“A teledramaturgia vai invadir o terreno dos ?reality shows?. Num lance de marketing espetacular e inédito, a novela ?Metamorphoses?, que a Casablanca produz para a Record, mostrará duas cirurgias plásticas reais em uma atriz.

?Se é [golpe de marketing] eu não sei. Só sei que vou fazer as cirurgias de verdade?, diz Tallyta Cardoso, 26, a ?cobaia?. Segundo Tallyta, que é filha do ator David Cardoso, as operações serão realizadas pelo cirurgião Evaldo Bolivar de Souza Pinto, de Santos. Ainda não foram marcadas.

Tallyta vai colocar próteses de silicone nos seios (?ainda não sei quanto?) e corrigir um defeito no nariz, que abaixa a ponta quando ela sorri. Quase tudo será mostrado pelas câmeras. Outra inovação: o nome da personagem de Tallyta se chama Tallyta Cardoso e tem história parecida com a dela (uma garota que fez muitos comerciais e que quer ser atriz).

?É uma mistura de ficção com realidade. Ela já fez muita publicidade e quer voltar à televisão. Sua mãe, Margô (Joana Fomm), é uma atriz que acha que a filha não é talentosa nem tão bonita quanto ela foi. A mãe pressiona para que ela faça as cirurgias?, diz Tallyta.

A atriz, que atuou na série ?Turma do Gueto? (também Casablanca/Record), foi escolhida por causa do defeito no nariz, mas até então só planejava implantar silicone. ?Eu já procurava uma permuta [com publicidade] para o silicone. Espero que dê tudo certo.?

OUTRO CANAL

Perdeu Agora no ramo da música (?!?), Kléber Bambam (vencedor do ?BBB 1?) sonha virar ator. Para sorte dos diretores do SBT, o musculoso cancelou teste, marcado para anteontem, para o elenco de ?A Outra?, próxima novela da emissora. Alegou compromissos.

Formato O ?Cartão Verde?, programa esportivo da TV Cultura, vai ficar com cara mais de ?talk show? do que de mesa-redonda a partir do dia 5, quando Juca Kfouri reestréia como apresentador. Eventualmente, um dos convidados não será esportista, mas artista. Haverá uma agenda cultural, além de obras de arte no cenário.

Brinde O ?Fantástico? de domingo, aniversário de São Paulo, abrirá com imagens da cidade vista do espaço, feitas pela Nasa. O texto é do escritor Ignácio Loyola Brandão.

Caixa Laboratório Roche e TIM são os novos patrocinadores do futebol da Record em 2004, que já tinha a Ambev. Pagaram, cada um, R$ 19 milhões (já com os descontos).

Social Estrela do Fashion Rio, a patricinha norte-americana Paris Hilton (hotéis Hilton) vai virar atração da TV paga brasileira a partir de 3 março. Nessa data, o canal Fox estréia o ?reality show? ?The Simple Life?, em que ela e Nicole Richie (filha de Lionel Richie) passam uma temporada com uma família muito simples.”

***

“Deixa a vida levar”, copyright Folha de S. Paulo, 22/01/04

“No dizer da Globo:

– Só se fala em reforma ministerial no palácio.

Não só lá. Em meio ao ruído sem fim dos 450 anos de São Paulo, é a reforma que move os telejornais.

Até Zeca Pagodinho deu seu ?conselho aos que saem?, ele que animou a roda de samba do primeiro escalão, anteontem na Granja do Torto.

Na ?despedida? do primeiro ministério Lula, o conselho do pagodeiro foi dado com verso de sua música:

– Deixa a vida me levar.

A vida levou Roberto Amaral e também, ao que parece, José Graziano, ambos recebidos pelo presidente.

E enfim levou Miro Teixeira, que chamou os microfones e saiu avisando que só aguarda o ?substituto?.

A corrente contrária carregou o mineiro Patrus Ananias para o ministério, ele que abriu o jogo para a Record:

– Eu me sinto com condições de contribuir.

De saída, Miro Teixeira não reclamou da provável demissão geral dos ministros do Rio. Disse que o investimento no Estado se mantém, citando o presidente carioca do BNDES.

Dinheiro, mais do que o cargo, é o que importa -que o diga Roberto Requião, para quem já teriam prometido o controle da Eletrobrás.

Que o diga Renan Calheiros, também peemedebista, que saiu espalhando que vai decidir tudo com Lula amanhã, horas antes da viagem à Índia.

Em meio a tantas conversas, a novidade é que o PMDB pode acabar levando seu cobiçado Ministério dos Transportes -era o que faltava.

No verso do samba, que serve para o PT:

– Deixa a vida levar.

O PT não vai apresentar mais, na convocação extraordinária, a proposta de diminuir o recesso parlamentar -os três meses de férias.

Quanto ao desgaste com a convocação, o líder pefelista José Carlos Aleluia culpou Lula, na Jovem Pan:

– Não há o que fazer aqui.

Na CBN, o líder tucano foi na mesma linha. Até o presidente da Câmara, o petista João Paulo Cunha, atacou:

– Não fomos os responsáveis pela convocação.

Pode ser culpa do Executivo. Mas é o Legislativo que apanha na Globo:

– Pelo terceiro dia não houve sessão de manhã. O trabalho é lento. Independentemente disso, os primeiros R$ 12,8 mil serão pagos nesta semana.

Os parlamentares questionam Lula e a convocação, mas nada de devolver o dinheiro.”

 

BBB 4

“?BBB 4? bate recorde no ?pay-per-view?”, copyright Folha de S. Paulo, 22/01/04

“A quarta edição de ?Big Brother Brasil? está batendo recordes de venda do ?reality show? em sistema ?pay-per-view? (pague para ver). Apesar das críticas ao conteúdo do programa, mais ?voyeurs? irão pagar (R$ 75 neste mês) para vê-lo 24 horas por dia em canais exclusivos das operadoras Net e Sky.

Segundo Elton Simões, diretor da área de ?pay-per-view? da Globosat, até domingo passado foram vendidos 56 mil pacotes de ?Big Brother Brasil 4?. O número é 65% superior ao do mesmo período de vendas de ?BBB 3?, no início de 2003. ?Se continuar nesta tendência, vamos arrebentar, chegar a 170 mil pacotes de ?pay-per-view? vendidos?, diz Simões.

A meta do executivo é mais conservadora. Simões estima vender, ?seguramente?, 130 mil pacotes de ?BBB 4?, um crescimento de 21% em relação a ?BBB 3?.

A terceira edição de ?Big Brother Brasil? foi comprada por 107 mil assinantes da Net e da Sky. ?BBB 2? vendeu apenas 44 mil (só na Sky) e ?BBB 1?, 85 mil.

De acordo com Simões, ?Big Brother? está impulsionando as vendas de ?pay-per-view? do Campeonato Brasileiro. Segundo ele, 46% das pessoas que compram ?BBB? também assinam o Brasileiro _o cliente ganha 30% de desconto em ?BBB?.

?O ?pay-per-view? é um ato de fé, você compra um produto que não conhece. Quanto mais se conhece o produto, mais se compra?, justifica Simões.

OUTRO CANAL

Sócios

O Ministério das Comunicações autorizou ontem a TV Globo fazer sua 64? alteração contratual, a primeira após a morte de Roberto Marinho. As concessões de SP, Rio, Brasília, Belo Horizonte e Recife agora são 33,34% de Roberto Irineu Marinho e 33,33%, cada um, de João Roberto e José Roberto Marinho.

Feiúra 1

A cineasta Tânia Lamarca assumiu a autoria da conturbada ?Metamorphoses?, novela que a independente Casablanca produz para a Record. Lamarca é o quarto nome a assinar a trama. Substituiu, na terça, Charlotte Karowski (que muitos juram não existir), nome anunciado na quinta passada.

Feiúra 2

Antes, passaram pela novela Marcilio Moraes e Mario Prata. Explicações para tanta rotatividade: o argumento é de Arlete Siaretta, que não admite mudanças; Siaretta fez alterações, à revelia dos autores, nos capítulos; Siaretta não admite que a indústria da cirurgia plástica seja criticada. Ela não foi encontrada pela Folha.

Frustração

A MTV anunciou em Las Vegas o lançamento na América Latina do VH1 (uma MTV para o público de 25 a 49 anos) e de cinco canais pagos digitais (MTV Hits, MTV Jams, VH1 Soul, VH1 Mega Hits e Nickelodeon?s Gas). A novidade, por enquanto, é só para os países que falam espanhol, principalmente México. Há planos de lançar o VH1 no Brasil, mas ainda não se fala em datas.”

 

CELEBRIDADE

“Governo reclassifica ?Celebridade? para 21h”, copyright Folha de S. Paulo, 21/01/04

“O Ministério da Justiça reclassificou anteontem a novela das oito da Globo, ?Celebridade?, como inadequada para antes das 21h, imprópria para menores de 14 anos, por conter cenas de ?violência, insinuação de sexo e nudez?.

Em junho passado, a novela havia sido classificada, pela sinopse, como inadequada para antes das 20h (12 anos), por conter ?conflitos psicológicos atenuados?. O ministério vem monitorando os capítulos da novela desde sua estréia, em outubro, e ameaçava, já em novembro, reclassificá-la.

A decisão foi postergada porque o autor e a direção da novela, seguindo ordens da cúpula da Globo, atenuaram o uso de vocabulário chulo e de nudez _só nos primeiros capítulos, teve dois topless. Na semana passada, no entanto, o personagem de Fábio Assunção soltou um ?bosta?.

A reclassificação atende a recomendação da Procuradoria da República em Minas Gerais.

A Central Globo de Comunicação afirma que a medida não traz problemas porque ?Celebridade? já vai ao ar às 21h. Sim, é assim no Sul e no Sudeste, exceto nas quartas em que há futebol às 21h40.

Nos Estados em que não há horário de verão, como no Nordeste, a reclassificação poderá municiar ações do Ministério Público. É que nesses Estados ?Celebridade? inicia às 20h locais. No Acre, só é exibida às 18h devido a decisão judicial que derrubou liminar obtida pelo Ministério Público.

OUTRO CANAL

Cara-de-pau 1

Uma nova corrente na internet está oferecendo TV paga pirata com ?garantia?. ?Chega de pagar assinaturas caras?, diz o texto, que oferece, no caso da Net e da Sky, acesso irrestrito aos canais de sexo e ao ?pay-per-view? de ?Big Brother Brasil?.

Cara-de-pau 2

A ?garantia? é de 2 anos e 4 meses para a Sky (R$ 210 pela instalação do kit pirata), três anos para a Net (R$ 240) e infinita para a TVA (R$ 320). Os vendedores dizem que a operação é segura _?não tem como a operadora saber?_, mas a ?garantia? que dão, na verdade, é o tempo que conseguem driblar as empresas.

Alerta

Não existe garantia para serviços piratas. Pirataria é crime.

Decolagem

Começaram anteontem em São Paulo, com câmeras digitais, as gravações de ?Metamorphoses?, novela que a Record promete estrear em março.

Na mesma

Deu apenas 1,5 no Ibope da Grande São Paulo a estréia da novela portuguesa ?Olhos D?Água?, na Band. Neste mês, a emissora vinha registrando dois pontos no horário (16h). E o ?Dia-Dia?, agora com Vivianne Romanelli, continua na casa do 1 ponto.

Real

A modelo Luiza Brunet e a cantora Rosemary gravam hoje, como elas mesmas, participação em ?Da Cor do Pecado?, próxima novela das sete da Globo. Serão juradas de um concurso.”

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem