Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Bispos criticam BBC

Por lgarcia em 21/10/2003 na edição 247

TELETIPO

Um grupo de bispos acusou a britânica BBC de ser negativamente tendenciosa com relação à Igreja Católica, usando como exemplo dois programas exibidos recentemente. A crítica à emissora saiu no boletim diário do Vaticano. O documentário Panorama ? Sex and the Holy City exibido em 13/10, ao investigar as conseqüências da política católica com relação à contracepção e ao aborto, teria, na opinião dos bispos, passado a injusta idéia de que "enquanto o Papa reza por paz e vida, seus ensinamentos e as ações da Igreja espalham pobreza e morte". O programa Kenyon Confronts, que passou no dia 15/10, por sua vez, falou de casos de abuso sexual envolvendo clérigos de mais de 20 anos atrás. Os bispos consideraram que a BBC insistiu em usar uma fonte de "comprovada incredibilidade como base para sérias acusações contra a Igreja". Segundo a AP [17/10/03], eles reclamaram ainda da insensibilidade de se tocar nestes assuntos pouco antes da celebração de 25 anos de papado de João Paulo II.

Um grupo de homens de negócios sauditas contratou grandes escritórios de advocacia ingleses para processar o Wall Street Journal Europe, o Sunday Times e o Mail on Sunday por difamação. Os jornais publicaram matérias alegando que eles podem ter ajudado a financiar a rede terrorista al-Qaeda. David Pallister, do Guardian [16/10/03], reporta que esses executivos provavelmente escolheram o Reino Unido como palco de suas ações judiciais porque a justiça do país é tida como receptiva a processos desse tipo ? apesar de nos últimos anos não terem ocorrido muitas condenações. Além disso, ao moverem processos internacionais dessa natureza, estariam se promovendo no mundo dos negócios. O mais conhecido do grupo de sauditas é Khaled bin Mahfouz, ex-presidente do Banco Nacional do Comércio da Arábia Saudita. Ele ganhou certa notoriedade no começo da década de 1990, como investidor do Bank of Credit and Commerce International, que lavava dinheiro de terroristas e traficantes.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem