Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Boicote ao New York Post

Por lgarcia em 10/07/2002 na edição 180

TELETIPO

Certas bancas de jornal da cidade de Nova York estão boicotando o New York Post, algumas há quase dois meses. Vendedores árabes estão revoltados com o tablóide, que dizem "amaldiçoá-los" em editoriais anti-islâmicos. "As pessoas nos olham como se fôssemos terroristas", desabafa um vendedor saudita. Informa Barbara Ferguson [ArabNews.com, 25/6/02] que a maioria das bancas no bairro do Brooklyn planejam parar a distribuição do Post em breve.

A revista online Salon pode fechar dentro de três a quatro meses se não conseguir financiamento. Desde a estréia, em 1995, a publicação já perdeu mais de US$ 76 milhões. Apesar da tentativa de arrecadar fundos com a cobrança de assinaturas ? que conseguiu atrair mais de 35 mil pagantes ? os auditores da PricewaterhouseCoopers dizem ter dúvidas sobre a viabilidade do negócio: segundo a AP [27/6/02], resta apenas US$ 1,5 milhão ao grupo Salon Media.

A Press Complaints Commission, órgão britânico independente de fiscalização da imprensa, recebeu número recorde de queixas em 2001, 36% a mais em relação ao ano anterior. Das 3.033 reclamações, apenas 3% vieram de celebridades: 90% foram feitas pelo público. A maior parte das ações questionava a precisão da reportagem; houve também aumento de queixas sobre discriminação racial, especialmente em matérias sobre imigração após os ataques de 11 de setembro. A comissão, no entanto, resolveu a maioria dos casos de forma amigável, sustentando apenas 19 reclamações. Segundo a AP [24/6/02], o crescimento da procura é atribuído ao maior reconhecimento do papel da PCC, e não um sinal de que os padrões jornalísticos estão decaindo.

As montadoras de automóveis estão gastando milhões de dólares por ano em suas próprias revistas ? publicações que vendem produtos e "estilos de vida" associados à marca ? esperando estimular a fidelidade dos consumidores. Volvo, Cadillac (divisão da General Motors) e Ford Motor já lançaram as suas. Conta Jocelyn Parker [Dow Jones Newswires, 25/6/02] que as edições não são lucrativas, pois geralmente são enviadas de graça, mas os fabricantes apostam no desejo do consumidor de conhecer as novidades da indústria antes do grande público.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem