Segunda-feira, 18 de Março de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1028
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Cenas de um casamento ilícito

Por lgarcia em 03/04/2002 na edição 166

GOVERNO & O PARAENSE

Clóvis Luz da Silva (*)

Surgiu no Pará o jornal semanal O Paraense, que desde antes da estréia despertou a suspeita de ter nascido para ser porta-voz do governador tucano Almir Gabriel. Logo se constatou: O Paraense é recheado de anúncios do governo estadual. Nos primeiros números, porém, o jornal não atacou diretamente os maiores adversários políticos do governador, os petistas: trouxe matérias sobre o enriquecimento de políticos paraenses, com destaque para Joaquim de Lira Maia (PFL), prefeito de Santarém, e Jader Barbalho (PMDB).

Alguns números adiante, o jornal publicou matéria de capa intitulada "Belém, cidade criança" ? referência irônica ao slogan criado pelo prefeito Edmilson Rodrigues (PT), já que a foto principal mostrava crianças de rua cheirando cola ou pedindo dinheiro nas esquinas.

Abrindo mão da prudência dos primeiros números, a edição de 18/3/02 trouxe a seguinte manchete de capa: "O PT é craque em colocar placas", fruto de entrevista com o secretário estadual de Cultura, Paulo Chaves. Ele afirma que o PT adora se aproveitar politicamente das ações de terceiros, dando como exemplo as obras em curso no Entroncamento, bairro de Belém, onde a Prefeitura colocou placa informando ser de sua autoria o projeto. Nada mais natural essa propaganda, tendo em vista que a Prefeitura de fato elaborou o projeto e foi atrás de recursos do Ministério dos Transportes, que lá também instalou sua placa.

Tratados como imbecis sem discernimento político, os paraenses estão sendo vítimas de um veículo cuja natureza nasceu viciada, porque financiada com verbas públicas, num conluio imoral entre imprensa e poder. Cabe a todos nós denunciar esse casamento ilícito, declarando sua nulidade de pleno direito. Manifestamos em alto e bom som nossa indignação contra a manipulação da notícia com fins eleitoreiros, prática que macula a imagem da imprensa, esse elemento primordial na defesa da democracia e da cidadania.

(*) Estudante de Letras da UFPA, Ananindeua, PA

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem