Sábado, 23 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > MÍDIA E SEQÜESTROS

Cobertura pornô-chique

Por lgarcia em 29/08/2001 na edição 136

MÍDIA E SEQÜESTROS

Luis Valentin

Muito bem, muito bem! Sem querer ser moralista, sem entrar no mérito da questão e sem atacar ou elogiar, somente constatando um fato, o certo é que a Globo entrou na onda do pornô-chique. Sem essa de horário adulto ? o que significa isso? ?, esse folhetim ultrapassou em muito os filmetes eróticos que a Band e outros canais abertos transmitem após 1 da madrugada. Beleza! Basta de pagar os canais eróticos ou de gastar com aluguel de fitas.

Essa atitude “progressista” nos deixa na maior expectativa. Qual será o próximo passo? Oh! Dúvida cruel! Assistiremos, talvez, a um espetáculo “hardcore”? Ou um homo da pesada? Talvez um zôo? Ou um “profundamente humano” necro?

A TV está aí para mostrar a realidade, dizem os globais, e as crianças entre 5 e 13 anos que se deleitaram com Anita (sim, incontáveis assistiram!) estão loucas para ver, ouvir e sentir o gosto integral dessa realidade. Mas, falar do seqüestro da filha de Silvio Santos, isso não! Seu Abravanel pediu a FHC e até os globais puseram o viola no saco, calando- se vergonhosamente! Censura por uma causa nobre? Sim, mas só para a filha de SS. Se a vítima fosse alguém importante, mas sem o “poder de fogo” do nosso camelô eletrônico, a imprensa já teria exaurido o tema, sugando até a última gota, de minuto em minuto.

Por isso, vamos deixar de ser hipócritas e abandonar de vez o batido jargão de “lutar contra a censura” ou assemelhado. Integridade absoluta não existe. Todos nós somos censores e censurados em alguma escala. Depende das circunstâncias.

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem