Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > INVESTIGAÇÃO ONLINE

Cobra criada dá o mapa da mina

Por lgarcia em 04/12/2002 na edição 201

INVESTIGAÇÃO ONLINE

Claudio Julio Tognolli (*)

Na segunda-feira, 25/11, estiveram reunidos, em Lima, sob os auspícios da Unesco e do Instituto Prensa y Sociedad, do Peru, jornalistas de toda a América Latina para discutir o jornalismo investigativo praticado no continente no Seminário Internacional Periodismo de Investigacion en America Latina.

O clímax das apresentações ficou com o veterano repórter investigativo Gerardo Reyes, do El Nuevo Herald (a versão em castelhano do The Miami Herald), que em 2001 levou o maior prêmio de jornalismo em língua inglesa do mundo, o Pulitzer. Sem negar qualquer passo no chamado caminho das pedras, Gerardo Reyes deu ao Observatório de Imprensa uma rica lista dos sites de busca e bases de dados que, segundo ele, podem até fazer com que um jornalista dê furos internacionais sem sair de casa.

Vale lembrar que os casos mais clamorosos do jornalismo investigativo brasileiro dos últimos dez anos tiveram investigações num dos países cujos sites sugeridos por Reyes cobrem. Isso vale para os casos do juiz Lalau, de Ricardo Teixeira e Eurico Miranda, de PC Farias e de Collor. Vale lembrar ainda que pelo menos nove prêmios Pulitzer nos últimos oito anos nasceram de pesquisas na Internet ? ou aquilo que os americanos chamam de Cars (Cumputer Assisted Reports).

Aqui vai o mapa da mina, comentados por Gerardo Reyes.

Search systems

<http://www.searchsystems.net>

"Este é provavelmente o único sítio da internet que oferece a maior quantidade de bases de dados públicas de todos os Estados Unidos. Foi fundado em 1990. Os que detém o sítio calculam que tenham à disposição umas 1.400 bases de dados gratuitas. Ultimamente têm agregado bases de dados de outras partes do mundo. As bases mais úteis são aquelas que oferecem a lista de empresas registradas em cada estado com o nome dos seus sócios."

Lexis Nexis

<http://www.lexis.com>

"Este é o hipermercado das bases de dados. É caro para uma pessoa, mas não tanto para uma empresa, pois custa de US$ 3,5 mil a US$ 5 mil por ano. Deveria ser uma ferramenta que as empresas jornalísticas latino-americanas tivessem à disposição de seus redatores. Esta companhia começou como um serviço de apoio a advogados dos Estados Unidos e, com o passar do tempo, converteu-se numa enorme empresa de administração de informações sobre pessoas, empresas e arquivos. Entre outras coisas, contém as seguintes bases de dados: arquivo de mais de 500 publicações de todo o mundo; transcrição de programas de rádio e de televisão; registro de propriedades, sociedades e negócios dos Estados Unidos; carteiras de motorista; localizador de processos judiciais, ações penais de falências estatais e federais; informes apresentados à Securities Exchange Comission [correspondente americano da Comissão de Valores Mobiliários brasileira] por empresas que têm ações nos mercados de valores; transcrição de debates do Congresso dos EUA; registro de profissões."

PACER ? Public Access Court Records

<http://pacer.psc.uscourts.gov/>

"Constantemente os jornalistas latino americanos recebem informações sobre acusações federais nos EUA contra pessoas que aparecem em suas investigações jornalísticas. O melhor ponto de partida para essa indagação é a base de dados disponível na internet por assinatura. O Pacer contém a história dos processos civis e penais de quase todas as cortes dos EUA. De entrada, oferece os nomes e os telefones dos advogados e dos funcionários encarregados dos casos nas cortes. Algumas dessas cortes oferecem, além disso, a vantagem de um histórico: ali figuram os textos completos da acusação (indictement), as declarações juramentadas de agentes federais e algumas provas oferecidas pela promotoria. É um custo alto para um repórter: 70 centavos de dólar por página."

Miami Dade Property Appraiser 

<http://www.co.miami-dade.fl.us/pa/>

"Sítio de buscas de propriedades no condado de Miami. A ficha da propriedade contém dados específicos e dá a possibilidades de ver sua localização precisa em fotografias aéreas da cidade."

Broward County Apraiser

<http://www.bcpa.net/search>

"Muitos condados dos Estados Unidos colocaram na rede suas bases de dados cadastrais, os quais permitem aos usuários verificar o valor de uma propriedade, o histórico de compra e venda, os nomes de seus proprietários e outros dados muito importantes para um jornalista. Requer-se o nome do proprietário."

Florida Department of State

<http://ccfcorp.dos.state.fl.us/>

"Base de dados que contém as sociedades criadas na Flórida nos últimos dez anos. Traz também os nomes dos sócios, a localização e o nome do advogado que criou a companhia."

Registro Público do Panamá

<http://www.registro-publico.gob.pa/app/regpub.html>

"O Panamá é um paraíso fiscal das ?sociedades de papel?. Há menos de um ano, o governo desse país decidiu pôr na rede os registros dessas sociedades."

Registro Público de Curaçao

<http://www.curacao-chamber.an/c-reg/navigation/frameset.asp>

"Idem, sobre Curaçao."

The Journalists Toolbox

<http://www.journaliststoolbox.com/newswriting/publicrecords.html>

"Vários jornalistas americanos desenharam o seu próprio sítio na internet para reunir uma boa coleção de bases de dados gratuitas. The Journalists Toolbox é uma delas e possivelmente uma das melhores."

SEC ? US Securities & Exchange Comission

<http://www.sec.gov/cgi-bin/srch-edgar>

"Este é o site oficial da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. Em quase todos os países da América Latina há uma instituição similar cuja função é a vigilância e o controle do mercado das bolsas de valores, além do registro das empresas que compram e vendem ações nas bolsas. Qualquer empresa nacional ou internacional que queira pôr suas ações à venda em Wall Street deve registrar-se nessa entidade e a ela reportar todas as informações que possam afetar sua estabilidade. Não se deixe intimidar pelos números e denominações desses informes na comissão, o importante é o seu conteúdo. O sítio tem um buscador próprio, denominado ?Edgar?, que permite encontrar a empresa pelo seu nome ou o de seus diretores. Vale lembrar que, a cada três meses, quem investiu na Bolsa de Nova York tem, por lei, de colocar online os nomes dos novos acionistas ? como, por exemplo, os donos de empresas de mídia em todo o mundo."

GAO ? General Accounting Office

<http://www.gao.gov>

"O GAO é o escritório de investigações do Congresso dos EUA. É o equivalente, em certos casos, àquilo que alguns países latinos chamam de Controladoria Geral. Sua missão é promover investigações das dependências federais a pedido de qualquer congressista. Para os jornalistas latino-americanos é um site muito útil, pois várias das pesquisas dessa entidade se concentram em programas dos Estados Unidos que afetam vários países ? tais como defesa, segurança e combate ao antinarcóticos. Seus informes são muito precisos e os investigadores aparentemente não denotam viés político no momento de tecerem suas conclusões. A cada semana se produzem dois ou três informes, logo incluídos num arquivo disponível e que tem um sistema de busca muito ágil."

Landings

<http://www.landings.com>

Uma das mais completas bases de dados gratuitas sobre aviação, com informações de registro de pilotos e de aeronaves. Contém bases de dados de registros de aeronaves dos Estados Unidos, Austrália, Bahamas, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, África do Sul, Reino Unido e outras não oficiais de Aruba, Áustria, Brasil, Canadá, Ilhas Cayman, Colômbia, Venezuela, Suíça e outros países."

Escritório do Foreign Assets Control

<http://www.treas.gov/offices/enforcement/ofac>

"Este escritório do Departamento do Tesouro americano mantém uma lista negra dos países e pessoas com as quais nenhuma pessoa dos EUA pode manter negócios."

Money Laudering Alert

<http://moneylaundering.com>

"Publicação especializada em leis, tendências e casos relacionados com a lavagem de dinheiro. É dirigida pelo ex-procurador federal da Flórida Charles Intriago, de origem equatoriana. Ele fala perfeitamente castelhano e é de fácil acesso para dar declarações sobre temas de sua publicação. Algumas notas do site são gratuitas e outras requerem assinatura. Se se precisa de um dado urgente, é possível solicitar online uma assinatura por um mês. Há uma versão em espanhol."

Boletim Narco News

<http://www.narconews.com>

"Uma página mantida por um controvertido jornalista de origem italiana que contém, em inglês e castelhano, informações sobre escândalos de narcotráfico que acossam funcionários latinos. Foi o primeiro a colocar na rede os antecedentes que a agência antidrogas dos EUA, a DEA, tinha sobre Pedro Juan Moreno, um dos colaboradores mais próximos do presidente Uribe, da Colômbia. De todo modo, é recomendável checar as informações originadas desse sítio."

Arquivo da Segurança Nacional

<http://www.hfni.gsehd.gwu.edu/~nsarchiv/>

O Arquivo de Segurança Nacional é uma organização não-governamental fundada em 1985 por um grupo de jornalistas e acadêmicos que haviam obtido documentos do governo dos Estados Unidos por meio da Lei do Direito à Informação, e queriam buscar uma instituição depositária dessas informações. Com o passar dos anos, o Arquivo se converteu na maior biblioteca do mundo sobre documentos que deixaram de ser confidenciais. Está localizado no sétimo andar da Biblioteca Gelman da Universidade George Washington, em Washington DC.

O sistema guarda cerca de 90 mil documentos que eram secretos e outros 20 mil obtidos por peticionários, sobre assuntos internacionais. O arquivo tem entre suas entradas o dossiê dos desaparecidos na Guatemala, documentos sobre o papel da CIA no Chile, sobre o programa de armas nucleares e sobre os espiões soviéticos na América Latina."

Federação dos Cientistas dos EUA

<http://www.fas.org/index.html>

"Embora o nome possa confundir, esta fundação se dedica a seguir o mercado mundial de armamentos leves e pesados. O sítio é da máxima autoridade no tema de venda de armas e trata desde as tendências no caso das ameaças nucleares até o papel militar dos EUA na América Latina. A FAS foi fundada em 1945 por membros do Projeto Manhattan, que produziram a primeira bomba atômica. O sítio tem à disposição do usuário a versão eletrônica de um boletim de notícias sobre o tema intituldo Monitor de Venda de Armas."

Info USA

<http://www.infousa.com/homesite/index.html>

"O mais completo diretório de empresas dos EUA. Tem uma base de dados de 12 milhões de negócios nos EUA e Canadá. Inclui vendas de empresas, qualificações de crédito e nomes de diretores. Para alguns serviços, requer subscrição."

Mother Jones

<http://www.motherjones.com/arms/index.html>

"Esta revista dispõe de ótima coleção de artigos investigativos nos quais se analisa a relação dos EUA com cada país da América Latina, em termos de armamentos."

Military City

<http://www.militarycity.com>

"É o sítio mais completo da internet sobre atualidades e arquivos das Forças Armadas dos EUA. É de propriedade da rede de publicações Gannet Corporation. Localiza militares dos EUA em qualquer parte do mundo, traz informações e fotos de equipamentos militares, tem disponível uma biblioteca e oferece até mesmo um arquivo de sons de armas em operação."

(*) Repórter especial da Rádio Jovem Pan, professor do Unifiam (SP) e da ECA-USP e consultor de jornalismo investigativo da Unesco no Brasil.

Leia também

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem