Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > IMPRENSA OFICIAL

Comunique-se

Por lgarcia em 07/05/2003 na edição 223

ÉPOCA SEM DIRETOR

“Moreira Leite, correspondente de O Globo”, copyright Comunique-se (www.comuniquese.com.br), 30/04/03

“Paulo Moreira Leite vai deixar a diretoria de redação de Época para se tornar correspondente de O Globo em Nova York. Em comunicado enviado à redação, ele conta que a proposta foi feita por Rodolfo Fernandes, diretor de redação do jornal.

Fontes do Comunique-se disseram que ainda não foi escolhido o substituto de Moreira Leite.

Leia o comunicado na íntegra:

?Meus amigos,

Acabo de ser convidado por Rodolfo Fernandes para assumir o posto de correspondente do jornal O Globo em Nova York. Decidi aceitar a proposta, uma honra para todo profissional de jornalismo – seja pela importancia do veículo, seja pelas oportunidades que essa posição oferece.

Completei um ano e meio de Epoca e queria dizer que aqui vivi a melhor fase de minha vida profissional. Colocamos a revista dentro do jogo de mercado e da competição por notícias relevantes.

Dizer que Epoca tornou-se a melhor revista semanal do país não é um slogan de nossa campanha de assinaturas, apenas, mas uma definição adequada. Basta ler e comparar, todas as semanas. Não cabe discutir nosso sucesso. Basta ver os resultados. Epoca é uma revista que necessita de aprimoramentos e mudanças para melhor. Mas tornou-se uma revista com caminho e personalidade. Tem opinião e mostra a cara. Esse mérito é de todos nós.

Em breve estaremos em locais separados mas apenas pela geografia.

Seguimos na trincheira do bom jornalismo, da guerra pela notícia e pelas grandes reportagens. Fizemos um trabalho que é motivo de orgulho e só temos as luzes à nossa frente.

Feliz pela oportunidade recebida, retorno também feliz àquela que é a essência de nossa profissão, uma das mais belas do mundo – a reportagem.?

Obrigado, Paulo”

 

MILTON NEVES vs. KAJURU

“Justiça de SP aceita queixas-crime contra Jorge Kajuru”, copyright Revista Consultor Jurídico (www.conjur.com.br), 29/04/03

“O apresentador Jorge Kajuru terá que explicar, na Justiça, as suas opiniões sobre o colega Milton Neves. O juiz Marco Antônio de Lorenzi, da 1? Vara Criminal do Foro Regional da Lapa (SP), acatou duas queixas-crime movidas por Neves contra Kajuru. Ainda cabe recurso.

O interrogatório está marcado para a próxima segunda-feira (5/5), às 14h30. Neves já planeja entrar com novas ações contra Kajuru.

Nas duas queixas-crime, que foram apensadas, Neves acusa Kajuru de injúria. Pela Lei de Imprensa, a pena para crime de injúria é de detenção de um mês a um ano.

De acordo com o advogado Antônio Carlos Sandoval Cata-Pretta, um dos representantes de Neves, o apresentador da TV Bandeirantes cometeu crime de injúria na seção de cartas da revista Veja, de 27 de novembro de 2002, quando afirmou: ?Sobre o processo contra mim, confesso estar vivendo momentos de glória. Afinal, ser processado por gente como Ricardo Teixeira, Marconi Perillo e Milton Neves é razão suficiente para receber, aos 41 anos, atestado de idoneidade.? No programa ?Cartão verde?, da TV Cultura, Kajuru teria repetido a suposta ofensa. Por isso, foram impetradas as duas queixas-crime.

O Ministério Público opinou pela aceitação das queixas-crime e sugeriu o apensamento. O juiz acatou o parecer do Ministério Público.

Cata-Pretta pediu a preservação da fita de um programa de rádio recente de Kajuru para preparar nova queixa-crime. Segundo o advogado, ele teria dito que o apresentador da TV Record é ?picareta?. Em entrevista ao site Consultor Jurídico, Kajuru nega que tenha feito tal afirmação.

Uma primeira queixa-crime, impetrada por outros advogados de Neves — Fernando Castelo Branco e Patrícia Wagman Fuchman — já foi aceita pela Justiça de primeira instância. Nesse caso, Neves reclamou que teria sido chamado de ?rei do jabá?.

Patrícia Wagman Fuchman informou que há três pedidos de notificações para analisar fitas em que Kajuru teria ofendido Neves. Na quarta-feira (30/4), devem ser feitas mais duas notificações. ?Se entendermos que houve ofensa nas declarações de Kajuru, será impetrada novas queixas-crime?.”

 

IMPRENSA OFICIAL

“A moderna velha Imprensa”, copyright Gazeta Mercantil, 29/04/03

“Uso da internet acelerou acesso à Imprensa Oficial/SP. A Imprensa Oficial do Estado de São Paulo completou 112 anos nesta segunda-feira, 28 de abril, completamente renovada pelos avanços que, nos últimos anos, elevaram a empresa à condição de referência internacional, tanto na área gráfica quanto nos setores de informação oficial e conteúdo editorial. Nosso compromisso agora é aprofundar a modernização, introduzindo novos processos de gestão, elevando os investimentos em tecnologia da informação e consolidando nossas parcerias com a sociedade civil.

Da acanhada folha dupla que caracterizou a primeira edição do Diário Oficial, em 1891, a publicação tornou-se um dos maiores jornais do mundo. Circula diariamente com aproximadamente 2 mil páginas e já se encontra inteiramente acessível via internet. Trata-se de progresso notável que tem colaborado para acelerar trâmites do Judiciário.

Ao longo de sua história, a I.O. passou por muitas transformações. Mas foi com o incentivo do governo do estado nos últimos anos que ela ganhou impulso no seu papel de prestadora de serviços. Os resultados alcançados revelaram uma empresa pública saudável, padrão de referência técnica, tecnológica e administrativa para diversas imprensas oficiais.

Hoje, trabalha perseguindo conceitos e metas de produtividade e qualidade utilizados em grandes grupos empresariais. E foi assim, estabelecendo novas metas, inclusive financeiras, que a empresa se sentiu segura e assumiu o epíteto ?Serviço público de qualidade?, que acompanha seu logotipo.

De gráfica dedicada à impressão do Diário Oficial, voltada para suprir as necessidades do aparelho administrativo do estado, a Imprensa Oficial expandiu suas atividades, passando a atuar em parceria com as principais editoras universitárias do País, ocupando um espaço – o do livro universitário – que, devido às suas próprias especificidades, como tiragem e preço, pouco interessava às editoras privadas.

A Imprensa é co-editora da Edusp (Editora da USP) – com a qual já conquistou mais de uma dezena de prêmios Jabuti -, das editoras da Unesp, da Unicamp, da UnB, do Arquivo do Estado, além de muitas entidades culturais, como o Instituto Itaú e a Pinacoteca do Estado. Ganhou também prêmios internacionais de excelência gráfica e participa de feiras de livros no Brasil e no exterior. Em São Paulo, promove o Circuito Paulista do Livro, que já realizou feiras de livros em diversas cidades.

A Imprensa Oficial tornou-se também uma empresa-cidadã, com responsabilidade social. Seu projeto de aproveitamento de aparas de papel, restos de filmes e todo o material antes jogado no lixo já rendeu mais de R$ 4 milhões para as fundações Antonio Prudente, Dorina Nowill, Lar Escola São Francisco e Apae. O programa foi premiado com o Top Social, da Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil (ADVB), em 2001, conquistado novamente em 2002, graças a criação da Gráfica-Escola, que forma em artes gráficas e insere no mercado de trabalho adolescentes da Febem em regime de liberdade assistida.

Na era da informação eletrônica, a Imprensa deu saltos espetaculares, criando serviços destinados aos operadores do direito (juízes, promotores e advogados) e ao público em geral, como a certificação digital. O despacho de um juiz, que antes demorava, em média, cinco dias para ser publicado, agora é veiculado no dia seguinte. Pode-se também fazer pesquisa via internet, com informações on-line sobre o que está publicado no Diário Oficial, e receber o resultado em casa ou no escritório.

Assim é a Imprensa Oficial, que, dentro das diretrizes básicas do governador Geraldo Alckmin na busca de um governo empreendedor, educador, solidário e prestador de serviços de qualidade, vai investir cada vez mais numa gestão moderna, eficiente e identificada com valores de uma sociedade democrática e contemporânea. (O autor é Presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e da Associação Brasileira de Imprensas Oficiais.)”

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem