Domingo, 27 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > CORREÇÃO

Crise no MEC

Por lgarcia em 08/07/2003 na edição 232

CORREÇÃO

Victor Gentilli

Este observador errou na edição passada ao qualificar de barriga uma nota de Ancelmo Gois, em O Globo. Gois equivocou-se apenas ao confundir o cargo de diretor de Avaliação e Certificação de Competência do MEC com o controle do Provão. De todo modo, Gois acertou ao imaginar a crise que a nomeação provocaria. O presidente do Inep, Otaviano Helene, pediu demissão ao recusar a indicação de Nilton de Oliveira, do PCdoB, para o cargo, que cuida dos cursos supletivos e profissionalizantes.

Com a demissão de Helene, que ocupava a presidência do Inep, os conflitos internos no MEC se agudizam. O Inep, órgão do MEC que cuida das avaliações de ensino, já teve quatro diretores no comando do provão, neste ano. Agora, com a saída do presidente, a crise se agrava.

Leia também

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem