Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES >  

  Daniel Castro

Por lgarcia em 29/08/2001 na edição 136

 

MERCADO & IBOPE
Folha de S. Paulo

"SBT ataca ?JN? e ?Porto? com a ?Pícara?", copyright Folha de S. Paulo, 26/08/01

"A estréia amanhã, da novela ?Pícara Sonhadora?, no SBT, ?projeta um futuro nebuloso para o ?Jornal Nacional?. Esses foram os termos usados no vídeo de apresentação para jornalistas da nova produção da emissora de Silvio Santos.

?Pícara? entrará no ar às 20h15, junto com o telejornal da Globo, e, durante sua primeira semana, seguirá um esquema ?sanduíche?: será exibida entre o fenômeno ?Carinha de Anjo? e os últimos capítulos de ?Café com Aroma de Mulher? (média de 18 pontos no Ibope).

A aposta na derrocada do telejornal tem como fundamento o sucesso alcançado pela mexicana ?Carinha?. Também com média de 18 pontos no Ibope (cada ponto corresponde a 80 mil telespectadores na Grande SP), a novela tem ?roubado? público do ?JN?.

?Serafim?, antecessora de ?Carinha? no horário das 19h30 às 20h30, registrava média de 14 pontos, competindo com a atração global (40 pontos à época) durante 15 minutos. Com a estréia da novela, em 9 de julho, a média de audiência dessa faixa de programação do SBT subiu para 18 pontos; a do ?JN? foi para 36.

?Aos poucos, a gente vai comendo um pedacinho aqui, outro ali…?, disse à Folha o diretor de programação do SBT, Mauro Lissoni. Segundo ele, o próximo ?pedaço? é a novela ?Porto dos Milagres?. Atualmente, ?Café com Aroma de Mulher? compete durante meia hora com a atração global e registra, nessa faixa, entre 16 e 17 pontos no Ibope. ?A intenção é chegar ao final da ?Pícara? com 20 pontos de média?, diz o diretor.

Lissoni afirma ainda que o foco na dramaturgia faz parte de uma estratégia de programação iniciada em janeiro do ano passado, com a criaç&aatilde;o da faixa ?Tarde de Amor?. Exibindo novelas como ?Por Teu Amor? e ?Rosalinda?, o horário das 17h às 18h45, antes ocupado pelo ?Programa Livre? e por desenhos animados, passou dos 6 pontos de média para os 12 atuais.

Antes dessa data, o SBT já havia registrado fenômenos de audiência esporádicos, como ?Chiquititas? (exibida em 1997, no horário das 20h, com média de 18 pontos no Ibope) e ?Carrossel? (de 1991, no mesmo horário, com 20 pontos).

Tanto essas duas últimas novelas quanto ?Carinha? e ?Pícara Sonhadora? contam com histórias do argentino Abel Santa Cruz. A estréia de amanhã representa a reativação do núcleo de teledramaturgia do SBT, desfeito há três anos, e o início da série de adaptações com texto em português e atores brasileiros prevista no acordo entre a emissora e a Rede Televisa, do México.

A ?Pícara Sonhadora? foi exibida originalmente pela rede mexicana em 1991. Com 90 capítulos, a novela conta a história de uma garota linda e pobre, que trabalha e mora em uma loja de departamentos e acaba vivendo um romance com o herdeiro do negócio.

Independentemente da euforia com os pontos já ganhos no Ibope, o comentário nos bastidores da ?Pícara? é que a novela ?tem que dar certo?. Segundo o acordo com a Televisa, o SBT terá de investir nos próximos cinco anos US$ 200 milhões em co-produções e compra de novelas para dublagem. A emissora brasileira divulgou que cada capítulo da ?Pícara? custa US$ 43 mil.

Pícara?!

Motivo de piada até entre o elenco da novela, o termo pícara faz referência aos personagens picarescos, oriundos de comédias espanholas dos séculos 16 e 17. Segundo o dicionário ?Aurélio?, a pícara poderia ser definida como uma garota esperta, sagaz."

"Salvar Fausto", copyright Folha de S. Paulo, 25/08/01

"A Globo está adaptando o ?game show? inglês ?The Weakest Link? para virar quadro do ?Domingão do Faustão?. Outros três projetos de jogos também estão sendo testados, mas a versão do programa britânico é favorita.

Executivos da emissora apostam no novo quadro como a tábua de salvação da atração de Fausto Silva, que vem sendo derrotada no Ibope pelo SBT.

?The Weakest Link? (literalmente, ?O Elo Mais Frágil?) é exibido pela rede BBC. É uma mistura de ?Show do Milhão? com ?Survivor? ou ?No Limite?.

Na atração britânica, que faz relativo sucesso, uma equipe de nove pessoas que não se conhecem (eventualmente, podem ser artistas ou uma família) se unem em um jogo de conhecimentos gerais.

A cada rodada de perguntas, o grupo se reúne para, em votação, eliminar o parceiro que acreditam ser o mais frágil da corrente, o que supostamente estaria errando mais respostas -eles desconhecem os resultados oficiais das perguntas. Só um deles leva o prêmio de 10 mil libras.

A apresentadora -Anne Robinson- lembra Fausto Silva. Ela é rude com os participantes, a quem chama de ?patéticos?, ?vergonhosos? e ?estúpidos?."

"Após ?apagão?, TV paga recupera a audiência", copyright Folha de S. Paulo, 21/8/01

"A audiência média de todos os canais pagos em junho sofreu uma queda de 10% no horário nobre (das 19h à 1h) em relação ao mês de maio. A queda é atribuída ao início do programa de racionamento de energia elétrica.

Em julho, mês de férias escolares, o assinante voltou a ver um pouco mais de TV paga. A média de telespectadores sintonizados em canais pagos no horário nobre subiu de 697.043 em junho para 740.732 em julho, um crescimento de 6,3%, mas ainda inferior ao desempenho de maio (média de 775.753 telespectadores). Os dados são do Ibope, que monitora o setor desde janeiro deste ano.

A crise energética e a retração econômica também podem estar reduzindo a base de assinantes das operadoras. A Globo Cabo, por exemplo, registrou uma queda de 2,1% no total de assinantes no segundo trimestre em relação ao primeiro. A desconexão de assinantes do pacote mais barato das operadoras Net atingiu 44% no segundo trimestre.

A queda de publicidade nos canais pagos foi de 7,8% de janeiro a abril, em relação ao mesmo período de 2000, segundo o projeto Intermeios."

"Diretor da Globo barra SBT em festa de Barretos", copyright Folha de S. Paulo, 22/08/01

"O SBT comprou a festa que seria da Globo, mas não levou tudo. No último domingo, a emissora -que pagou R$ 2 milhões pelos direitos de transmissão da festa do peão de boiadeiro de Barretos- foi impedida de gravar o show ?Amigos?, com Leonardo, Zezé di Camargo & Luciano e Chitãozinho & Xororó.

A marca ?Amigos? pertence à TV Globo. O show em Barretos foi dirigido por Aloysio Legey, diretor de núcleo da Globo, responsável pelo ?Criança Esperança?.

O SBT diz ter autorização de todas as gravadoras para registrar os shows da festa. Pretende usar as imagens no ?Sabadão? e no ?Domingo Legal?.

No caso do ?Amigos?, o veto partiu de Legey, que se sentiu constrangido por dirigir um show para o SBT. Às 18h30 do domingo, menos de cinco horas para o início do show, Legey decidiu (com o apoio de Chitãozinho e Leonardo) permitir que o SBT gravasse apenas duas músicas. Após estressante negociação, o SBT optou por não gravar nada.

Antes, a Globo havia pressionado Sandy & Jr. a cancelar show em Barretos, que seria no sábado.

A Globo diz, por meio de sua assessoria de imprensa, que não foi consultada pelo SBT."

"Sai de baixo sai do ar em dezembro", copyright CidadeBiz (www.cidadebiz.com.br), 20/08/01

"Segundo nota publicada nesta segunda no Globonews, o portal de notícias das Organizações Globo, o programa Sai de Baixo, humorístico que há seis anos compõe a programação dominical da Rede Globo, sai do ar em dezembro. A Central Globo de Comunicação, contudo, não confirma a notícia.

A nota conta ainda que não há definido um substituto para o humorístico, mas que, se obtiver boa audiência, o especial de fim de ano Batalha de arroz num ringue para dois, com Cláudia Jimenez e Miguel Falabellla, pode ficar com a vaga.

Batalha de arroz num ringue para dois é um projeto de Mauro Rasi e reúne, por coincidência, ou não, duas estrelas que fizeram sucesso no Sai de Baixo – Claudia deixou o seriado há alguns anos e Falabella continua no ar.

Outra notícia, desta vez da Agência Estado, é de que Tom Cavalcante teria convidado Marisa Orth (foto) para fazer parceria com ele em uma nova sitcom. A famigerada Magda viveria Pizza Pata, irmã de Pit Bicha, personagem de Tom no Zorra Total.

Marisa é a Magda de Sai de Baixo, e Tom Cavalcante fazia o porteiro Ribamar, até deixar a série para tentar uma inserção solo na emissora, com o programa Megatom, que não deu certo e foi tirado do ar em maio deste ano.

A parceria com Marisa pode vir a ser o ponto forte do novo programa do humorista, que deve voltar a tentar ?carreira solo? na Globo em 2002. A idéia da Globo é de que Tom estrele um programa semanal, à noite, com direção de Roberto Talma. O novo projeto será discutido junto com a renovação do contrato do artista, que vence em dezembro."

 

"Boni na Band", copyright No. (www.no.com.br), 20/08/01

"Desde que deixou o dia-a-dia da TV Globo, o nome de Boni é cotado para comandar projetos televisivos fora do Jardim Botânico. Agora, é objeto de desejo de um grupo carioca que namora a TV Bandeirantes."

 

"Di Genio assusta Nizan mas MTV do povão já contrata equipe", copyright CidadeBiz, 22/08/01

"O professor João Carlos Di Genio tentou recuar, à última hora, mas parece de fato acertado o negócio do publicitário Nizan Guanaes, presidente do IG, com um canal 16 em UHF, em São Paulo.

Tanto que Nizan já começou a contratar sua equipe.

Di Genio, dono da rede Objetivo de ensino e do canal 16, hoje arrendado para uma firma de televendas, continuaria nominalmente proprietário da emissora. A programação é que seria terceirizada, ficando sob responsabilidade em termos de dinheiro e de conteúdo de nova empresa – formada por Nizan pessoa física (e não o IG), Di Genio e a TV Globo, como adiantou CidadeBiz.

Não há confirmação de que a emissora entraria na transação ou se os sócios seriam os irmãos Marinho.

Nizan insiste na idéia de uma programação voltada para a juventude, uma espécie de MTV de largo espectro e menos elitizada – com MPB, por exemplo, além de rock.

Teve santo forte ajudando Nizan nesses últimos dias, o mesmo que, aliás, vem ajudando recentemente a Di Genio. Companhia do tipo grude do educador, o ex-senador Antônio Carlos Magalhães lembrou-se das origens e convocou os orixás da paz para celebrarem o acerto entre o velho amigo da Bahia e o novo amigo de Brasília.

Parece ter dado certo."

"Globo faz novela em favela", copyright O Estado de S. Paulo, 27/08/01

"Uma favela de São Paulo será uma das locações da próxima novela das 6 da Globo, Um Lugar Ao Sol. A diretora-geral Denise Saraceni esteve na cidade, há dez dias, para fazer um levantamento da periferia e escolher onde irá gravar, a partir de novembro. A estréia está prevista para 14 de janeiro.

?Estou certa de que a comunidade vai garantir nossa segurança?, afirmou a diretora. A história romântica de Maria Adelaide Amaral vai mostrar pessoas que fazem trabalho voluntário com comunidades carentes. ?Há uma onda de pessimismo no brasileiro que acha que nada dá certo no País. Queremos mostrar que não é bem assim?, continuou. ?A novela vai tentar levantar a auto-estima do povo.?

Segundo a diretora, o voluntariado não entra na história como merchandising social por ser 2001 o ano do voluntariado. ?É apenas uma coincidência?, disse. Será o protagonista Daniel, interpretado por Fábio Assunção, o principal representante dessa preocupação social na história. Estudante de economia, o personagem trabalha como agente turístico e ajuda moradores de comunidades carentes a desenvolver negócios. ?O caráter ético dele vai conduzir a trama?, explicou. Assunção fará par romântico com Adriana Esteves. Além deles, já estão certos no elenco Vera Holtz, Lilian Cabral e Mauro Mendonça.

Quando dirigia a também novela das 6 Estrela Guia, Denise foi escalada pela Globo para realizar a próxima novela das 8, O Clone, e tinha escolhido Assunção para ser o protagonista. Mas ela saiu do projeto, assumido por Jayme Monjardim, e Assunção também pulou fora – o personagem ficou para Murilo Benício. Agora, Denise voltou a escalar o galã. ?É outra coincidência?, disse. ?Naquela época, eu e ele estávamos acumulando trabalho e agora estamos disponíveis.?

A história de Um Lugar Ao Sol será ambientada em São Paulo, mas também serão feitas gravações no Rio. Falta ainda escalar uma atriz para fazer triângulo amoroso com Adriana e Assunção."

 

"Sem patrocínio, Globo adia festival de música", copyright Folha de S. Paulo, 27/08/01

"A Globo cancelou a edição deste ano do Festival da Música Brasileira, anunciada pela emissora em fevereiro. O festival deveria começar em setembro.

O cancelamento do evento não teve nada a ver com o fiasco de audiência e repercussão da edição do ano passado -a primeira desde 1985, quando a Globo projetou Tetê Espíndola e Leila Pinheiro.

O motivo foi a crise econômica e a consequente retração do mercado publicitário. A Folha apurou que a Globo desistiu de produzir o festival após consultar agências de publicidade. Os anunciantes -foram cinco no ano passado- não demonstraram interesse em investir no evento em 2001.

A princípio, o festival poderá ser realizado no ano que vem, mas as discussões sobre a programação de 2002 estão apenas começando.

Apesar da audiência frustrante em 2000, a Globo havia decidido realizar o evento em 2001 porque avalia que o festival precisa de pelo menos dois anos para ?acontecer? e revelar novos talentos. Outro motivo: o festival do ano passado foi um sucesso comercial: custou cerca de R$ 10 milhões e rendeu pelo menos R$ 20 milhões em patrocínio.

Até o final do ano, deve ser lançado o livro ?Prepare o Seu Coração…?, em que o produtor musical Solano Ribeiro irá contar a história dos festivais. Na obra, Ribeiro, consultor do festival de 2000, reflete sobre o relativo fracasso do evento."

    
                  
    
Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem