Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > BBC

Diretor-geral tem ações da Pearson

Por lgarcia em 07/05/2003 na edição 223

BBC

Greg Dyke, diretor-geral da BBC de Londres, é dono de ações da companhia de mídia Pearson três anos após assumir o cargo na emissora pública e prometer que as venderia para evitar alegações de conflito de interesses. Isso significa que Dyke tem ações indiretas do Financial Times, do serviço de notícias online FT.com ? rival da BBC online ? e da divisão educacional da Pearson, que tentou fechar acordo com a BBC.

Segundo Owen Gibson [The Guardian, 2/5/03], a negociação entre a Pearson e a BBC ocorreu quando os planos da primeira de desenvolver um empreendimento educativo online foram contestados judicialmente. Embora não existam indícios de que Dyke tenha participado das conversas, o parlamentar conservador John Whittingdale chamou a ligação de "perigosa" e pediu ao diretor-geral que se livre das ações ou as coloque num "blind trust", para que não possa mexer nelas até deixar a emissora.

Dyke comprou as ações quando era executivo-chefe da Pearson Television, mas se livrou da maioria delas quando entrou na BBC devido às acusações de conflito de interesses. Na época, ele vendeu ações da ITV Granada (no valor de US$ 9,62 milhões), da Pearson, da Manchester United e da Carlton, entre outras companhias. Restaram US$ 280 mil em ações da Pearson, que ele alegou ter esquecido, mas prometeu que as venderia em 2001 e doaria os lucros para caridade. Um porta-voz da BBC, no entanto, confirmou que Dyke ainda tem estas ações.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem